Ministério Público da Comarca de Porto Velho / Foto: Divulgação

A promotora eleitoral Tânia Garcia Santiago, da comarca de Porto Velho, se manifestou contrária à notícia de Inelegibilidade e considerou que o Coronel Ronaldo Flores, candidato a prefeito, está em pleno gozo de seus direitos políticos.

A manifestação, divulgada nesta quarta-feira, 7, contraria notícia apresentada pelo advogado Caetano Neto, semana passada, pedindo o indeferimento do registro de candidatura de Flores por não filiação partidária do militar (leia mais AQUI).

A promotora explicou que Flores está na condição de “agregado” na Polícia Militar, não exercendo atividades típicas, nem gozando da reserva remunerada.

“No caso em tela, em se entendendo que o candidato ainda e militar da ativa, dispensavel a sua filiacão partidária, pois ela não é exigida aos militares da ativa, conforme ampla jurisprudência nacional. Desta maneira, não assiste razão ao comunicante, pois o candidato está em pleno gozo de seus direitos políticos em razão da sua capacidade eleitoral passiva (ser votado”, destacou.

Contudo, a questão ainda será analisada pelo juiz eleitoral, que tem a decisão final sobre o caso.

 

>>> LEIA, ABAIXO, A MANIFESTAÇÃO NA ÍNTEGRA:

Parecer MP CORONEL FLORES PORTO VELHO

 

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO