Estamos em guerra 728×90

 

Alessandra Almeida Diniz / Foto: Extra de Rondônia

Filiada ao Republicanos, Alessandra Almeida Diniz, 40 anos, concorre pela primeira vez a uma vaga na Câmara Municipal de Vilhena. Acompanhada de seu pai, o pioneiro Sérgio Santos Diniz, a candidata visitou o Extra de Rondônia para falar da decisão de participar do pleito eleitoral.

Alessandra contou que nunca demonstrou interesse em atuar no meio político, porém foi convidada por “Paulinho da Argamazon” e o presidente do partido Jair Monteiro para participar. “Fiquei surpresa com a proposta, perguntei para o meu pai, e por ser cristã, a meu pastor Mazin Machado, que me deram muito apoio. Demorei para dar a resposta, pois pensei muito, até porque já trabalhei com campanhas. O que motivou mais minha candidatura foi a necessidade de mudanças”, relembrou ela.

A candidata é natural de Porto Velho, porém 40 dias após o nascimento se mudou para Vilhena com a família. Alessandra é bacharel em direito, trabalha com assessoria jurídica e atua em projetos sociais na igreja Pentecostal dos Milagres.

Alessandra é filha do popular “Sergio da Fiat/Ford” que hoje está a frente do Conselho Municipal do Meio Ambiente. “A candidatura dela se dá por ver a atual situação de Vilhena. Ninguém faz nada pelo município, a não ser em benefício próprio. Eu a apoiei com intuito de melhorar a cidade. Senhores munícipes precisamos de renovação, devemos modificar a Câmara, por isso peço a ajuda de vocês no dia 15 de novembro”, enfatizou Sérgio.

BANDEIRAS

Alessandra destaca como ações de trabalho a necessidade de estruturação da saúde com transformação do Hospital Regional em um pronto socorro e a implantação de uma atenção básica de pronto atendimento com médicos especializados, a revitalização do rio Pires de Sá para torná-lo ponto turístico e fiscalização do dinheiro público com muita transparência.

REFORMA DA CÂMARA

Em relação a atual Câmara de Vilhena, a candidata afirma não concordar com os investimentos, em especial a construção da nova casa de leis. “Aqueles milhões que gastaram na estrutura podia ser aplicados para melhorias no Hospital Regional. Acredito que foi desnecessário, havia outras prioridades. A unidade precisa de mudanças”.

CAMPANHA

Alessandra conta que tem feito muitas visitas em Vilhena e ouvido as demandas populares. “Presenciei situações que realmente me entristeceram. Na minha campanha eu não prometo nada, identifico os problemas e vejo a possibilidade de trazer mudanças. Exemplo foi em uma visita da Agrovila que identificamos a necessidade de um posto de saúde e uma casa de artesanato, afirmei ser possível acontecer, não prometi, porém destaquei que posso buscar isso”.

A candidata enfatiza que a população pode esperar muito trabalho, dedicação e transparência. “A política está desacreditada, isso porque as pessoas estão saturadas com tantas promessas que não foram cumpridas. Eu entendo porque também sou cidadã, e gostaria de receber um voto de confiança. Tenho um nome a zelar nessa cidade e quero honrá-lo”, declarou.

Sérgio Santos Diniz e sua filha / Foto: Extra de Rondônia
Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO