PM em ação/Foto: Extra de Rondônia

Na noite de domingo, 18, a Polícia Militar (PM), foi chamada para atender um caso de desentendimento de casal na Avenida Major Amarante, no centro de Vilhena.

Contudo, ao chegar no local encontrou o casal que discutia, mas até o momento não havia tido agressão física.

Entretanto, a mulher contou que estava num bar próximo à Praça Nossa Senhora Aparecida na companhia de seu amásio que é menor de idade, ou seja, tem 17 anos, ele teria consumido bebidas alcoólicas, com isso, resolveu ir embora e ele devido ao estado de embriaguez saiu atrás dela e discutiam no meio da rua.

Todavia, na hora que os policiais estavam ouvindo a mulher, o rapaz demonstrou-se alterado, questionando o motivo da abordagem, dizendo que é conhecedor dos procedimentos policiais pois trabalha como repórter num site de Vilhena que cobre matérias policiais e que sua conduta de discussão com sua esposa não justificava a abordagem.

Por várias vezes o rapaz foi informado de que havia solicitação e que, após averiguação do fato, não configurando nenhum cometimento de crime e o não desejo da vítima em registrar a ocorrência, o caso seria encerrado no local, após procedimentos conforme protocolo policial.

Ocorre que, a partir desse momento, o rapaz passou a atrapalhar o trabalho dos policiais chegando a interferir colocando-se entre os militares e a vítima, a qual fornecia seus dados pessoais.

Contudo, o rapaz se exaltou e começou a desacatar os PMs, dizendo:” sei como funciona, já fui Guarda Mirim e vocês são dois cabos de bosta”.

Diante dos fatos, o jovem por ser menor de idade foi apreendido. Porém, resistiu e os militares não tiveram alternativa a não ser usar força moderada para conte-lo devido estar agressivo.

O rapaz foi levado para a Unidade Integrada de segurança Pública (Unisp) e apresentado ao comissariado de plantão para providências cabíveis.

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO