Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

 

Foto: Ilustrativa

O fortalecimento do setor pesqueiro será discutido na próxima semana em cinco cidades da região de Ji-Paraná. O objetivo é apresentar a estrutura frigorífica de peixe instalada em Alvorada do Oeste, que é capaz de absorver a demanda produtiva da região no processamento do peixe para comercialização.

Os encontros com os piscicultores, sempre na parte da manhã, obedecerão o seguinte calendário: Urupá e Teixeirópolis, na segunda-feira (23); Mirante da Serra, na terça-feira (24); e, Ji-Paraná e Presidente Médici, na quarta-feira (25). Em Ji-Paraná, a reunião está marcada para ser realizada no auditório da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri), a partir das 9h.

A mobilização dos participantes está sob a responsabilidade dos técnicos dos escritórios da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO) das cidades participantes.

Sobre o fortalecimento proposto no encontro, o chefe da Emater em Ji-Paraná, Gabriel Cordeiro, adiantou que está prevista a possibilidade de criação de uma associação entre os piscicultores durante as discussões. O tamanho e o peso do peixe devem ser padronizados para que a comercialização seja garantida.

“A união dos produtores em prol da coletividade comum é um desafio que certamente vai gerar maior desenvolvimento do setor na região”, frisa Cordeiro, pontuando que “a indústria de processamento do peixe em Alvorada do Oeste já não é mais um problema aos produtores”. O frigorífico está bem localizado entre as outras quatro cidades favorecendo toda a logística.

Em 2019, Rondônia foi classificado o Estado brasileiro como o maior produtor de peixe tambaqui criado em cativeiro com 96 mil toneladas por ano. A região de Ariquemes respondeu por 33% da produção no ano passado.

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO