PCCR foi apresentado na segunda-feira / Foto: Divulgação

O governo do Estado de Rondônia, através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), apresentou na segunda-feira, 11, aos deputados estaduais o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) dos servidores da saúde pública estadual.

A reunião contou com a participação do secretário-chefe da Casa Civil Júnior Gonçalves, representando o governador do Estado coronel Marcos Rocha, do secretário de Estado da Saúde Fernando Máximo, do secretário de Estado de Finanças Luis Fernando e do procurador do Estado Thiago Denger.

O secretário de saúde destacou durante a reunião, que o plano de carreiras é uma necessidade esperada há 19 anos pela classe de servidores. Dessa forma, o governador Marcos Rocha, entendendo a necessidade, determinou prioridade na construção do PCCR.

SOBRE O PCCR

O Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração é um instrumento de gestão usado pelo poder público. Os planos de carreira são formados por um conjunto de normas que buscam regulamentar a carreira profissional de uma determinada categoria. No caso dos servidores da saúde de Rondônia, os reajustes apresentados no PCCR vão contemplar toda a classe de servidores efetivos da saúde estadual.

Além dos reajustes salariais, o plano contempla a implementação da Gestão de Desempenho. Durante a apresentação do plano, o secretário-chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves afirmou que a atual gestão do governo tem a preocupação de ouvir  e atender os anseios dos servidores públicos, sendo o estudo do PCCR uma conquista da categoria.

“Nós sabemos a importância desse plano para os servidores da saúde que estão neste momento na linha de frente lutando por tantas vidas. O governador Marcos Rocha determinou que a saúde pública fosse prioridade e estamos dando cumprimento a essa meta”, afirmou  Júnior Gonçalves.

Com a apresentação da minuta do projeto de lei, os representantes dos servidores terão um prazo para avaliar o PCCR, e após isso, segue para aprovação da Casa de Leis. A implantação do plano está prevista para janeiro de 2022, devido às vedações previstas na Lei Federal nº 173.


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO