covid19 – 728×90-2
Secretário Fernando Máximo e o governador Marcos Rocha / Foto: Divulgação

Conforme já anunciado pelo titular da pasta da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Rondônia está preparada para receber as vacinas liberadas pela Anvisa neste domingo, 17 de janeiro (leia mais AQUI).

A elaboração antecipada do Plano de Vacinação contra à Covid-19, mostra a seriedade e o interesse por parte do Governo do Estado em imunizar, o mais breve possível a população dos 52 municípios.

De forma antecipada, o governador, coronel Marcos Rocha determinou a compra de seringas. Com isso, o Estado possui aproximadamente 700 mil unidades em estoque. O Ministério da Saúde (MS) também disponibilizará os instrumentos, mas pensando além, o Governo, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) resolveu adquirir um estoque ainda maior.

É importante mencionar que Rondônia tem aproximadamente 1.8 milhão de habitantes, como a imunização vai acontecer em duas doses, serão necessárias, pelo menos, 3.6 milhões de seringas com aumento de mais 10%, em caso de necessidade.

Para o secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo, esta é uma grande conquista para a humanidade, através da Ciência, uma vez que os imunizantes, são a esperança para todos, consequentemente, um fôlego nas unidades hospitalares.

“O importante é quando as vacinas chegarem, a gente não perca tempo. As seringas estão disponíveis e vamos vacinar tão logo chegue. Vale salientar que, a vinda das vacinas não é motivo para que a população caia no descuido quanto às medidas de higienização e o distanciamento social. Pois o momento ainda é de muita cautela e esses são os cuidados básicos para o enfrentamento à doença, a fim de não sufocarmos o sistema de saúde”, reforçou.

Depois de adquirir as vacinas validadas pela Anvisa, o Ministério da Saúde começará a atuar na logística, que conta com a parceria de empresas áreas privadas, que se disponibilizaram, com a cooperação da Força Aérea Brasileira para que as vacinas sejam transportadas com segurança e rapidez, nos 26 estados federativos e no Distrito Federal.

Chegando a Rondônia, as vacinas sairão do aeroporto em caminhões refrigerados e serão armazenadas em três grandes câmaras frias, na Rede de Frio, na Capital. Depois de completamente armazenadas, serão distribuídas para as regionais de Saúde, além de Porto Velho, Ariquemes, Ji-Paraná, Rolim de Moura, Cacoal e Vilhena, de forma bem organizada, armazenada e na temperatura correta.

Em seguida, as regionais de Saúde irão distribuir aos 52 municípios, de acordo com cada regional, e entregue às prefeituras, em especial às Secretarias Municipais de Saúde, que agora sim, a partir deste momento, vão assumir a execução da imunização nos rondonienses.

sicoob credisul
covid19 – 728×90-1

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO