Ronildo Macedo, presidente da Câmara de Vilhena / Foto: Extra de Rondônia

Aliviado com o não acolhimento da denúncia que pediu seu afastamento das funções da Câmara de Vilhena, o presidente da Casa, Ronildo Macedo (PV), fez um desabafo e chamou o ato de “mentiroso e politiqueiro”.

Para ele, a denúncia – votada na sessão ordinária desta terça-feira, 9 –  é infundada e é favorável à transparência dos trabalhos da comissão, já formada no parlamento, que investiga o caso (leia mais AQUI).

“São mais de 6 mil páginas o processo. E tenho total vontade de esclarecer toda e qualquer dúvida. Essa denúncia politiqueira, mentirosa, infundada, palavras jogadas ao vento. Infelizmente passei por outra CPI em 2019. Mas a câmara foi unânime na decisão. A denúncia é puramente politiqueira, de pessoas magoadas, que não aceitam a derrota. Mas estou tranquilo em relação a qualquer denúncia”, desabafou.

Ele também fez um desafio e disse que deixaria de receber seu salário caso alguém comprovasse sua participação em eventuais irregularidades na obra.

“Faço um desafio a qualquer vereador, qualquer vilhenense: se achar culpa minha, perco um ano de salário se tiver alguma coisa contra mim nessa denúncia infundada, sem crédito e puramente feita no desespero”, disse.

Ainda, ao fazer sua defesa no plenário do Legislativo, Macedo avisou que “se tiver algum culpado, vai pagar. Doa a quem doer”.

Ele disse que quando assumiu a presidência da Câmara, em 1º de janeiro de 2019, a obra de construção e reforma do prédio já estava em fase de andamento.

Macedo, ainda, lembrou que em 2019 passou por fato semelhante, sendo a denúncia arquivada por unanimidade na Casa de Leis.

Também, na sessão, foi levantada uma suposta irregularidade na construção do muro do Legislativo, o que foi rebatida por Macedo.  “Eu nem fazia parte da gestão na época. Inclusive, além de que tem uma causa ganha em 1ª instância sobre o caso”, explicou.

A OBRA

A ordem de serviço para construção e reforma da Câmara foi assinada em abril de 2018, na gestão do então presidente da Casa, Adilson Oliveira (PSD).

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO