Hospital Municipal de Colorado/Reprodução

O Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) desabona mais um ato executivo, desta vez na cidade de Colorado do Oeste, de desvalorização aos profissionais de enfermagem do quadro municipal.

Na última semana a prefeitura de município encaminhou à Câmara de Vereadores um projeto de lei que cria indenização apenas para os médicos, que obrigatoriamente estão expostos ao coronavírus nas unidades de enfrentamento à pandemia.

“É inconcebível que o Poder Executivo de Colorado do Oeste não contemple aos profissionais da Enfermagem em tal benefício, considerando que, como servidores e também obrigatoriamente, estão na linha de frente no atendimentos aos pacientes com suspeita ou confirmados com a Covid-19”, disse o Coren.

E completou dizendo que: “Não bastassem o esgotamento físico e mental dos profissionais e os baixos salários, os profissionais ainda são submetidos a tal desvalorização, que deixa de reconhecer a importância do essencial trabalho, não menor do que o dos médicos, realizado pelos enfermeiros e técnicos no atendimento aos casos registrados, colocando em risco a própria saúde e de seus familiares”.

No documento enviado à Câmara, a prefeitura de Colorado do Oeste sugere que o valor indenizatório seja de R$ 2.200 mensais pelo período que perdurar a pandemia. “O Coren-RO não coaduna com esse tipo de ato do Executivo, defendendo que todos os profissionais da Enfermagem que estão na linha de frente também sejam merecidamente reconhecidos com os benefícios e bônus que a circunstância admite”, encerra a nota.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO