Foto: Ilustrativa

Internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital particular, em Porto Velho uma mulher, de 28 anos, denunciou um crime de estupro praticado contra ela por um técnico de enfermagem de 34 anos. O acusado não foi preso e nem afastado da unidade médica.

Segundo informações, a vítima teria relatado para a direção do hospital que durante a higiene dos pacientes ela teria sido molestada pelo técnico de enfermagem. O crime teria ocorrido por volta das 11h da manhã de segunda-feira 01. Todavia, os pais da vítima e o marido somente foram avisados após 24 horas do ocorrido, ou seja, na terça-feira 02.

O pai da vítima ao ser autorizado a entrar na sala gravou um vídeo com ela lúcida contando com detalhes o crime sofrido. Uma equipe da Polícia Militar foi chamada para fazer a ocorrência e o acusado do crime não foi encontrado, apesar de que a direção do hospital afirmou que ele apenas foi deslocado para outro setor da unidade.

O boletim de estupro consumado foi registrado e a Polícia Civil e segue sendo investigado. Ainda segundo consta em ocorrência, a direção do hospital se negou a passar dados do endereço do acusado, dificultando a localização dele. A família afirma que não confia mais no hospital e irá providenciar a transferência com urgência da vítima do local.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO