Vereador Paulo Henrique (presidente da comissão) e o prefeito Adailton Fúria / Foto: Assessoria

Uma comissão parlamentar para averiguação, composta por cinco membros, foi criada na tarde desta segunda-feira (5), durante reunião com os doze vereadores no “plenarinho” da Câmara de Cacoal.

O prefeito Adailton Fúria (PSD), o vice Cássio Gois (Progressistas), a secretária municipal de ação social e trabalho, Michelle Pavani, e o chefe de gabinete da prefeitura, Silvio Machado, também participaram do encontro.

Em pauta, o imbróglio do sorteio das casas populares do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do residencial Cidade Verde, que não teria validade (leia mais AQUI).

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) alega que não autorizou o sorteio, e que se quer recebeu a lista com os nomes dos candidatos que pleiteavam uma casa.

Uma comissão foi formada para ouvir os envolvidos nas esferas do município, onde serão convidados a ex-prefeita Maria Simões, o ex-secretário de Assistência Social e Trabalho (Semast) Elias Moisés, e a ex-coordenadora da pasta Penha Valli. Os três serão ouvidos pelos membros da Comissão às 8h desta terça-feira, 6, no Legislativo Municipal.

Na reunião, o vereador Paulo Henrique (PTB) foi escolhido coordenador da comissão, e terá apoio dos seus colegas Luiz Fritz (PSD), João Paulo Pichek (Republicanos), Paulinho do Cinema (PSB) e Edimar Kapiche (PSDB).

Vereadores e prefeito em reunião na tarde desta segunda-feira / Foto: Assessoria

 

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO