Foto: Ilustrativa

O custo de produção do leite registrou nova alta em março, com elevação em quase todos os grupos que compõem o ICPLeite/Embrapa. Os dados foram divulgados pelo Centro de Inteligência do Leite, da Embrapa Gado de Leite.

No mês passado a alta nos custos de produção foi de 1,87%. A elevação foi puxada pelo grupo produção e compra de volumosos, que subiu 7,90% impulsionado pelos reajustes nos preços dos combustíveis, levando, ainda, o grupo energia e combustível a apresentar a segunda maior alta, 3,08%.

As outras variações positivas foram em qualidade do leite, 3,08%, sanidade, 0,56% e Sal mineral, 0,03%. Os grupos mão-de-obra e reprodução não sofreram alterações. O grupo alimentação concentrada foi o único que apresentou deflação, caindo -0,47%, puxado pela acomodação de preços do farelo de soja e fubá, em algumas praças.

O primeiro trimestre de 2021, teve alta de 8,03%, puxado pelo custo do grupo produção e compra de volumosos que acumulou a maior variação, 16,69%. No acumulado de doze meses, o ICPLeite subiu 31,17%. A alimentação do rebanho foi o grupo que mais contribuiu para este aumento, com alta de 57%.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO