Carga apreendia avaliada em R$ 150 mil/Fotos: Divulgação

A apreensão aconteceu na terça-feira, 27, durante fiscalização de rotina no Posto Fiscal da Secretaria de Estado de Finanças (Sefin) em Vilhena.

Conforme informações, o motorista da carreta Volvo, com placa de Jaru, carregada com tubos, conexões e xaropes fitoterápicos avaliada em R$ 150 mil, tentou burlar a fiscalização, haja vista, que a inscrição estadual da empresa está suspensa.

O motorista relatou aos fiscais que entregaria as mercadorias em local diverso do informado no documento fiscal que apresentou. Sendo que dessa forma, o documento apresentado foi desqualificado já que não reflete a finalidade da operação, a qual foi simulada.

Diante das evidências, a carga foi apreendida, pois estava sendo transportada de forma irregular, já que a inscrição estadual da empresa estava cancelada. Além disso, havia mercadorias sem notas fiscais.

Com isso, para que a carga seja liberada, a empresa terá que pagar o crédito tributário aplicado de aproximadamente R$ 50 mil.

De acordo com um fiscal, a  delegacia da Sefin em Vilhena, em conjunto com a delegacia de Porto Velho, está fazendo monitoramentos constantes, principalmente em empresas de Guajará-Mirim, com o objetivo de evitar os desvios de mercadorias, visto que são constituídas empresas em Guajará-Mirim, mas a maioria das vezes as mercadorias não chegam até lá.

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO