Cirone, Glaucione, Vasques, Jabá, Paulo Henrique, Maria Simões e Cássio / Foto: Extra de Rondônia

Circulam em grupos de troca de mensagens do Município postagem com relação e histórico de políticos de Cacoal sondados para concorrer a deputado estadual nas eleições do próximo ano. As mensagens viralizam e estão repercutindo nos bastidores da política.

Segundo os rumores, sete nomes surgem com mais força junto ao eleitorado, e certamente vários deles estarão na urna eletrônica nas eleições de 2.022, provavelmente concorrendo às vagas na Assembleia Legislativa.

Os cotados são Cirone Deiró (Podemos), atual deputado e ex-vice-prefeito do Município, atualmente promovendo ações por todas as regiões do Estado; a ex-prefeita Glaucione Rodrigues (Sem Partido), lembrada tanto pelo bom trabalho realizado à frente da administração municipal, quanto pela controvertida prisão já no final de sua gestão, sobre a qual afirma ter sido vítima de armação.

Segue na lista Marco Aurélio Blaz Vasques (DEM), ex-secretario de saúde de Vilhena e Cacoal, que também concorreu a prefeitura nas eleições de 2020, ficando em segundo lugar; Jabá Moreira (PROS), ex-vereador e um dos concorrentes ao Executivo nas eleições do ano passado, que tem reputação de polêmico, porém trabalhador e produtivo;

Também estão cotados Paulo Henrique (PTB), atual vereador que vem tendo bom desempenho na Câmara Municipal e Maria Simões (PR), ex-vereadora que assumiu a prefeitura do município por três meses depois da prisão da ex-prefeita Glaucione, dando continuidade as obras e mantendo a normalidade na administração.

Também está na lista Cássio Gois (PP), atual vice-prefeito com participação ativa na administração municipal.

O Extra de Rondônia entrevistará cada um dos citados e saber se realmente devem disputar o pleito eleitoral representando a “Capital do Café.

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO