Vídeo: Divulgação

Na sessão da Câmara de Vereadores desta semana, o parlamentar municipal Bruno Prudente Ribeiro de Oliveira (PDT), o “Bruno do Karatê”, fez uma denúncia grave neste momento em que há inúmeras situações controversas em torno da vacinação contra a Covid em âmbito nacional.

Segundo ele, há uma discrepância entre os registros de quantidade de imunizantes constantes no Ministério da Saúde e os estoques da secretária municipal de saúde, sem que se saiba o paradeiro de cerca de cem doses de vacina.

Segundo Bruno, dias atrás constava no registro do Ministério que Parecis dispunha de 291 doses excedentes de Coronavac à disposição da população, “no entanto só havia 170 doses no sistema da secretaria”. Ele afirmou ter acompanhado a vacinação ao longo de vários dias, e constatou que apenas 25 pessoas da cidade foram vacinadas durante o período. “O que está acontecendo em Parecis”, questionou.

Ele desafiou quem duvida de suas informações a ir conferir a denúncia: “é só verificar a quantidade registrada no ‘vacinômetro’ do Ministério e em seguida fazer a contagem no estoque do Hospital”, afirmou.

O vereador também quer explicações acerca da morosidade do processo de vacinação na cidade, que hoje está no 50º lugar neste quesito entre as cinqüenta e duas cidades de Rondônia. “Como se pode explicar uma situação dessas”, questionou. Ele afirma que o ritmo de vacinação na cidade, conforme pôde acompanhar ao longo de uma semana, é de cinco pessoas por dia. “Desse jeito, nós vamos acabar com a Covid como”, tornou a indagar.

O vereador garantiu que irá em busca de respostas: “a população precisa saber onde estão as vacinas, onde é que foi parar o excedente das vacinas registrado no ‘vacinômetro’ do Ministério”, assegurou.

https://

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO