Sem capacete e com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, na garupa, apenas com um boné na cabeça, o presidente da República, Jair Bolsonaro, atravessou de moto a ponte do rio Madeira nesta sexta-feira (7), dia da inauguração da obra, antes de se dirigir à tenda do evento.

O presidente chegou ao local em um helicóptero H-36, da Força Aérea Brasileira, acompanhado de seguranças e assessores.

Sob a tenda, ao lado de senadores e deputados federais do Acre e Rondônia, parlamentares de sua base no Congresso, e dos governadores Gladson Cameli e Coronel Marcos Rocha, o presidente da República deu um discurso de pouco mais de seis minutos e foi chamado várias vezes de “mito” por apoiadores.

Ponte só será liberada neste sábado

O acesso não será liberado por causa da estrutura com tenda palanque, cadeiras e geradores montada na ponte para a solenidade de inauguração. Ou seja, a expectativa é de que os motoristas tenham acesso à ponte depois que os equipamentos forem retirados neste sábado (8).

A decisão de não liberar o acesso frustrou apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, entre eles alguns caminhoneiros que trabalham no trecho e esperavam atravessar o rio Madeira pela ponte do Abunã assim que a obra fosse inaugurada.

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO