Ação do Núcleo Socioambiental do Judiciário tem ampla adesão / Foto: Divulgação

Abriu, bebeu ou usou e jogou fora? Nada disso, se você pensa que uma simples tampa de água mineral ou amaciante não tem valor, precisa conhecer a Campanha Tampinhas de Amor, do Tribunal de Justiça de Rondônia, que em pouco mais de um ano já recolheu e destinou mais de meia tonelada desse material para a Associação Voluntária de Combate ao Câncer de Porto Velho (AVCC).

A entidade utiliza os recursos financeiros conseguidos a partir dessa doação para manter as atividades de assistência aos pacientes carentes do Hospital de Amor da Amazônia.

Na quinta-feira 06, duas crianças de 9 e 11 anos deram um exemplo de empatia e respeito ao meio ambiente: Manuela e Nícolas, que são sobrinhos de uma servidora do Poder Judiciário, levaram ao TJRO o resultado da adesão deles à campanha, como conta a mãe deles, Cicelene Correia.

Segundo ela, em todo o lugar onde os filhos iam, sempre recolhiam as tampinhas de todo tipo de recipiente plástico, o que resultou na entrega de centenas de tampinhas no ponto de coleta instalado na recepção do edifício-sede do Tribunal de Justiça, em Porto Velho.

Os dois voluntários foram recebidos pela diretora do Núcleo de Acessibilidade, Inclusão e Gestão Socioambiental-Nages, do TJRO, Maiara Ribeiro, que coordena a campanha. Segundo ela, a conscientização ambiental do público infanto-juvenil também é essencial para o sucesso de iniciativas como essa, que reúne o cuidado com o meio ambiente e a responsabilidade social com as pessoas que passam por tratamento de câncer.

Maiara conta que pontos de coleta foram distribuídos para as comarcas do interior e nos prédios do Judiciário na capital e a adesão foi intensa, mesmo com a pandemia, com a entrega de mais de 500 quilos de doações para a AVCC. Tanto servidores e servidoras, magistrados e magistradas quanto os familiares se sensibilizaram com a causa e os coletores, constantemente, têm de ser esvaziados.

Para Manuela Correia, a justificativa para participação dela e do irmão na campanha é simples: “essa tampinha ia para o lixo ou para poluir o rio Madeira e agora vai ajudar as pessoas”. Nada tão objetivo quanto a fala de uma criança para mostrar como a campanha tem um profundo valor social e ambiental.

O presidente do TJRO, desembargador Paulo Mori, é um incentivador da campanha e já participou da recepção das doações feitas por outras crianças, no início de 2020, oportunidade em que reforçou a importância da ação solidária econômica e sustentável, que tem como objetivo mobilizar e conscientizar toda a sociedade judiciária rondoniense a demonstrar o bem ao próximo, com a arrecadação e doação de tampinhas de plástico rígido e lacres de alumínio.

A última entrega do material à AVCC foi no dia 14 de abril, quando mais 63 quilos de resíduos plásticos. A próxima remessa reunirá as tampinhas doadas por Manuela e Nícolas e quem sabe a sua também, basta separar, guardar uma boa quantidade e levar a uma unidade do Judiciário, em Porto Velho ou nas comarcas.

DIA DA RECICLAGEM

Em continuidade às ações do Plano de Logística Sustentável do TJRO, de 17 a 21 de maio haverá uma campanha de arrecadação de embalagens plásticas, com ponto de coleta no Fórum Geral da comarca de Porto Velho. Embalagens, desde que plásticas, de água, refrigerantes, sucos, amaciantes, shampoos ou condicionadores, desde que estejam previamente higienizados. Não serão aceitos vidros, papelão ou embalagens sujas. A arrecadação desta campanha será destinada à cooperativa Catanorte.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO