Rosely e Michael Barroso, mãe e filho / Foto: Divulgação

A ex-vice-prefeita Rosely Barroso e vereador Michael Assumpção Barroso, ambos do PSDB, se defenderam das acusações, mas o Ministério Público (MP) refutou as alegações e o caso continua para ser apreciado na justiça.

O MP ajuizou ação de investigação eleitoral contra Rosely e Michael, mãe e filho, além de mais duas pessoas, por possível prática de compra de votos nas eleições de novembro de 2020 no município de Cabixi.

No pleito, Michael foi reeleito ao cargo e Roseli, que disputou a candidatura a prefeito, ficou em segundo lugar, obtendo 1.188 votos.

Em manifestação à Justiça, o promotor de justiça, Rodrigo Leventi Guimarães, requereu o prosseguimento da marcha processual, refutando as alegações dos representados.

“De modo geral, os requeridos não aduziram qualquer matéria prefacial, e qualquer deliberação está diretamente relacionada ao mérito. Assim, considerando que a defesa não alegou tese inovadora preliminarmente, bem como a argumentação de mérito não merece prosperar, o Ministério Público, reafirma os termos da inicial”, disse.

O Extra de Rondônia entrou em contato com o parlamentar, que informou que analisará o caso junto a sua assessoria jurídica para outros eventuais esclarecimentos.

>>> LEIA A MANIFESTAÇÃO NA ÍNTEGRA ABAIXO:

mp manifestaCAO vereador Cabixi

 

 

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO