Dr Luiz Paulo / Foto: arquivo

O advogado e jornalista, Luiz Paulo, que é secretário do Diretório Regional do Partido Progressista (PP) em Rondônia, dedicou-se com afinco à tarefa de reorganizar, reestruturar e fortalecer a legenda nos últimos anos, com vistas a ampliar o espaço político do partido em âmbito regional.

A estratégia, que foi adotada em 2.016, e intensificada dois anos depois, resultou numa projeção que hoje coloca o PP rondoniense como uma das siglas mais competitivas do cenário, plenamente organizado em 43 municípios, e com meta de alcançar o mesmo padrão em 100% das cidades de Rondônia ainda no primeiro semestre deste ano.

O trabalho de fortalecimento do partido acabou resultando em expressiva participação do PP nas eleições municipais do ano passado, quando lançou 334 candidatos aos cargos em disputa, elegendo seis prefeitos, cinco vices-prefeitos e 34 vereadores.

Na ocasião, o partido concedeu apoio jurídico e contábil a todos os seus candidatos que optaram por contar com tal suporte, graças ao nível de comprometimento do diretório com seus integrantes.

Agora, o alvo são as eleições de 2022, com a formação de nominatas poderosas aos cargos legislativos, e candidaturas fortes às eleições majoritárias.

Residindo em Cacoal, Luiz Paulo conversou com exclusividade com a reportagem do Extra de Rondônia, e falou dos projetos da legenda e sua meta pessoal para o ano de 2.022.

Segundo o dirigente, o PP chegou a um nível em que precisa ampliar sua participação na política regional, dado a grande demanda que acabou surgindo diante do sucesso nas eleições municipais. “Hoje só dispomos do mandato da nossa presidente Jaqueline Cassol para atender os 52 municípios, e precisamos de representatividade na Assembleia Legislativa, além de conquistar mais espaço na bancada federal, com uma candidatura forte ao Senado”, explicou.

Apesar de prever mudanças na legislação eleitoral, que hoje penaliza os partidos nas eleições proporcionais impedindo alianças, o PP constrói nominata que julga ser muito competitiva. Já estão confirmados como pré-candidatos o próprio Luiz Paulo (representando Cacoal), o vereador Sóstenes Silva (Pimenta Bueno), Delegado Lucas Torres (Buritis), vereadora Márcia Socorrista (Porto Velho), vereador Junior Silva (Candeias do Jamari) e Dário Moreira (Alta Floresta). Além deles, o dirigente afirma que haverá candidatos do Cone Sul, da região da rodovia 429, da Zona da Mata e do Vale do Jamari.

Para a Câmara dos deputados, o PP não adianta nomes, mas Luiz garante que contará na nominata com um empresário de Ji-Paraná, um representante do agronegócio do Cone Sul, um servidor público da capital, um líder religioso da 429 e um profissional de medicina de Pimenta Bueno.

A atual deputada federal Jaqueline Cassol está disposta a abrir mão de uma candidatura a reeleição a fim de facilitar a composição da nominata, e tem um novo projeto político: chegar ao Senado Federal.

O arranjo político interno é explicado pelo dirigente como uma forma de ampliar a representatividade do PP nas instituições do Legislativo, ocupando espaços que lá frente revertam em melhor distribuição de emendas de captação de recursos entre os municípios.

Sobre seu projeto pessoal, a pré-candidatura a deputado estadual, Luiz Paulo explicou que resulta de sua participação na atividade político-partidária que já vêm de muitos anos, e que acredita que chegou o momento de aplicar sua experiência de bastidores e conhecimento prático das demandas da população, tanto urbana quanto rural, à serviço dos rondonienses.

“Meu pai, que era professor, sempre me falou que devemos ter participação ativa na política, e quando for o momento certo, devemos partir para a ação prática, nos lançando a desafios como este. Me considero preparado para exercer um mandato que será produtivo para Rondônia, e se for aprovado pela convenção partidária e receber o apoio do eleitorado darei tudo de mim para representar nossa população com dignidade e eficiência”, garantiu o pré-candidato.

 

 

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO