Fato aconteceu na cidade de Rolim de Moura / Foto: ilustrativa

A Polícia Civil de Rondônia investigará denúncia de crime de racismo ocorrido durante uma partida válida pelo Campeonato Rondoniense de futebol ocorrida neste último domingo (9) na cidade de Rolim de Moura.

De acordo com a denúncia impetrada pelo jogador Ivanilson da Silva Gabriel, conhecido como “Tatuí”, durante um momento da partida em que a bola havia saído ele pediu agilidade ao gandula para repor o jogo, momento em que um homem que estava na arquibancada passou a desferir palavras racistas contra ele.

O homem da arquibancada teria chamado o jogador de “preto” e “criolo”, em tom pejorativo, fazendo com que a o atleta se sentisse humilhado. De acordo com o registro da ocorrência policial, o acusado seria diretor da equipe do Guaporé.

Porém, segundo a diretoria do Guaporé, o homem acusado de racismo estava no local à convite da prefeitura de Rolim de Moura, mas, a prefeitura nega que tenha feito qualquer convite para cidadãos acompanhar o jogo.

De acordo com os decretos vigentes para conter o avanço da pandemia de COVID-19 em Rondônia, o número de pessoas dentro dos estádios durante as partidas de futebol profissional deve ser restrito.

O fato não foi relatado na súmula da partida, já que foi apenas depois do jogo que o atleta sentiu-se confortável em buscar a 1º Delegacia de Polícia Civil de Rolim de Moura, que ficará competente à investigação do caso.

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO