Ronildo Macedo, presidente da Câmara de Vilhena / Foto: Extra de Rondônia

A Câmara de Vilhena aprovou o Projeto de Lei 6.103/2021, que destina R$ 351.200,00 à compra de uma usina geradora de oxigênio.

O maquinário, utilizado em unidades hospitalares, será adquirido com recurso devolvido pela Casa Legislativa em 2020.

De acordo com o projeto, a usina que atende atualmente as unidades hospitalares do município é antiga e sua manutenção inviável.

Dessa forma, a aquisição de novo maquinário irá reduzir o custo por metro cúbico de gás, assegurando o fornecimento de oxigênio, o que é imprescindível no enfrentamento da covid-19.

O recurso para compra da usina é oriundo de economias da Câmara de Vereadores. Em 2020, a Casa Legislativa devolveu, ao todo, R$ 2,6 milhões para a prefeitura aplicar em diversas áreas do município. Em 2019, a Câmara devolveu R$ 2,2 milhões.

O Projeto de Lei 6.103/2021 foi aprovado por unanimidade e segue para sanção do Executivo.

Entrevistado pelo Extra de Rondônia após a sessão, Macedo, que foi reeleito para mais um mandato, afirmou que, ao todo, em quatro anos da legislatura anterior, o Poder Legislativo economizou quase R$ 9 milhões, incluindo nesse valor a reforma do prédio da Câmara.

“Apesar do momento difícil, Vilhena vive um bom momento”, comentou, ao anunciar também que a obra de iluminação pública que ocorrerá na avenida Paraná está em fase de licitação. “Faremos da mesma forma como aconteceu na Melvin Jones, através de minha reivindicação”, completou.

 

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO