Vacina produzida pela Fiocruz, em parceria com a AstraZeneca/Oxford RODOLFO BUHRER/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO-01/04/2021

Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) vai entregar 5,3 milhões de doses da vacina contra a covid-19, desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, nesta sexta-feira (21), ao PNI (Programa Nacional de Imunização), do Ministério da Saúde.

Mas, desde quinta-feira (20), a produção do imunizante foi interrompida por falta de IFA (ingrediente farmacêutico ativo). A chegada desses insumos, vindos da China, está prevista para este sábado (22). Se a data for cumprida, a produção da vacina deve ser retomada já na próxima terça-feira (25).

Por enquanto, não há previsão de que essa interrupção na produção tenha impacto no cronograma de entregas futuras. As entregas são feitas toda sexta-feira, conforme combinado com o Ministério da Saúde, seguindo a logística de distribuição definida pela pasta. “Caso haja impacto, isso será avaliado e comunicado mais à frente”, afirma nota da Fiocruz.

Com a nova remessa dessa sexta-feira, a fundação completa 40 milhões de doses entregues ao PNI. Do total, 36,2 milhões foram produzidas no Bio-Manguinhos (Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos), no Rio de Janeiro, e as primeiras 4 milhões foram importadas já prontas da Índia.

“Ao todo, a Fundação já produziu em torno de 50 milhões de doses do imunizante. As demais doses produzidas se encontram em diferentes etapas do processo de controle de qualidade”, disse a Fiocruz por meio de nota.

CoronaVac

O Instituto Butantan, que também paralisou no último dia 13 a fabricação da CoronaVac por falta insumos, deve receber lotes de IFA a partir da próxima quarta-feira (26). Serão 4.000 litros de insumos da China para a produção de cerca de 7 milhões de doses.

A última entrega, de 1,1 milhão de doses ao Ministério da Saúde, ocorreu no dia 14 de maio. O instituto já entregou mais de 47 milhões de doses ao PNI. Apesar da incerteza, mantém a previsão de entrega de 100 milhões de doses até 30 de setembro.

O Ministério da Saúde afirma que já foram distribuídas 90,6 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 aos estados e Distrito Federal desde o início da campanha de vacinação, em 18 de janeiro. Segundo a pasta, foram aplicadas 55,7 milhões de doses. Além da CoronaVac e da Oxford/AstraZeneca, também começou a distribuição da Pfizer em maio.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO