Vítima tinha antecedentes criminais e usava tornozeleira eletrônica

O crime aconteceu na noite de sábado, 21, e foi provocado por combinação de consumo de álcool e agressão a um mulher.

Segundo relatos no final da tarde o apenado Macir Farias de França, que é monitorado por tornozeleira eletrônica, chegou em casa alterado por bebida e começou a criar problemas com a família.

A discussão teria iniciado por discórdia em torno do que a família assistiria na televisão, tanto que a vítima foi encontrada com um controle remoto no bolso.

Em dado momento Macir deu um soco no rosto da esposa, Lindaura da Silva Campos, ocasião em que Robson Cerqueira, filho da mulher, o atacou para defender a mãe.

Macir levou vários golpes de faca e tentou fugir em busca de socorro, mas não resistiu e tombou morto no meio da Rua Juscelino Kubitschek, no bairro Novo Horizonte.

A polícia foi acionada e uma guarnição da PM que faz patrulhamento rural estava nas imediações, atendendo rapidamente a ocorrência.

A ação da polícia acabou evitando a fuga de Robson, que foi preso em flagrante. Ele deverá ser indiciado por homicídio, mas pode ter atenuantes em função das circunstâncias do caso.

Informações extraoficiais dão conta que, assim como a vítima, o autor também tem antecedentes criminais.

Comenta-se também que os envolvidos no crime de ontem são parentes de pessoas implicadas em outro assassinato, ocorrido na semana passada em Alto Paraíso, mas nada indica haver relação entre os casos.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO