Boi gordo / Foto: Ilustrativa

Na última sexta-feira 21, nas praças paulistas, as indústrias frigoríficas encontraram dificuldade em encontrar boiadas para fechar as escalas desta semana. E, apesar do escoamento de carne bovina fraco no mercado interno e final de safra, a situação refletiu em aumento de R$1,00/@ em todas as categorias.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, o boi gordo destinado ao mercado interno ficou cotado em R$307,00/@, enquanto a vaca e novilha gordas foram negociadas em R$284,00/@ e R$299,00/@, respectivamente, preços brutos e a prazo.

No Oeste de Rondônia foi a mesma coisa e a oferta menor de boiadas ocasionou aumento de R$2,00/@ para boi e vaca gordos e R$3,00/@ para a novilha gorda. Assim, boi, vaca e novilha gordos ficaram cotados, respectivamente, em R$297,00/@, R$283,00/@ e R$288,00/@, preços brutos e a prazo.

Em resumo, a cotação da arroba do boi gordo subiu em 12 praças pecuárias e, dentre elas, onde mais subiu foi na região sul de Goiás, onde o boi gordo e vaca gorda foram negociados em R$293,00/@ e R$282,00/@, preços brutos e a prazo, ou seja, aumento de R$3,00/@ na comparação feita dia a dia. A novilha gorda para abate também subiu, alta de R$2,00/@ e foi negociada por R$288,00/@.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO