Foto: Divulgação

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quarta-feira, 26, a operação “Revés”, em continuidade ao combate às fraudes aos Benefícios Emergenciais, os quais auxiliam pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social durante pandemia.

Os trabalhos realizados são resultantes de uma união de esforços denominada Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), da qual participam a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União. Os escopos da atuação conjunta são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas, com a identificação de seus integrantes e recuperar os valores para o erário.

Nesta data foi cumprido um Mandado de Busca e Apreensão na cidade de Ariquemes/RO, com objetivo de angariar elementos probatórios relacionados ao menos, 54 contas do auxílio emergencial fraudadas, por meio de pagamentos de boletos e transações bancárias.

O termo “Revés” é alusão a uma situação boa e lucrativa buscada pelos supostos fraudadores de Auxílio-Emergencial, mas que não irá prosperar em razão desse reverso às suas condutas, com a implantação da Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO