Vereadores João Pichek e Zivan Almeida / Foto: Divulgação

O projeto de lei nº 75/2021, de autoria do presidente da casa de leis, João Paulo Pichek (Republicanos), e Zivan Almeida (PSC), foi aprovado na sessão ordinária desta segunda-feira, 31, na Câmara de Cacoal.

A finalidade do projeto é homenagear o pioneiro de Cacoal, Estanislau Pitwak, colocando seu nome no Bairro Morada do Bosque, como “Bosque do Tarzan”.

Estanislau Pitwak nasceu em 31 janeiro de 1928 na cidade de Marechal Mallet, no Paraná. Chegou em Rondônia em 1983, quando casou-se com Ranusia Lopes Pitwak, e, juntos, tiveram 6 filhos.

A homenagem dos vereadores Pichek e Zivan, se deve ao fato de Estanislau ter sido uma pessoa honrada, idônea e amada por todos que tiveram o privilégio de conhecê-lo.

Estanislau Pitwak também prestou relevantes trabalhos para a comunidade de Cacoalense, na distribuía de alimentos para os mais necessitados, ajudava ainda a arrumar as casas com pequenas reformas, acolhia índios, enfermos, realizava o transporte de produtos de agricultores (café, algodão, tomate e outras culturas), recebendo somente o valor do combustível, entre outras contribuições de cunho social.

“O homenageado sempre se preocupou com o próximo, plantava vários alimentos na linha 8 e distribuía para as famílias carentes”, destaca Pichek.

Estanislau colaborou nos clubes de serviços Country Club, onde participava ativamente dos trabalhos e campanhas sociais. Morreu em 23 de outubro de 2015 e, mesmo após seu falecimento, seus familiares permaneceram em Cacoal continuando a contribuir com o município.

Ainda, conforme os vereadores autores da homenagem, o projeto tem a intenção de enaltecer a história vivida pelo pioneiro Estanislau Pitwak.

 

 

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO