Foto: Ilustrativa

O STF está preparando mais uma bomba contra a grande maioria da população brasileira. Isso mesmo! Na semana que vem, os ministros começam a debater a diminuição de penas de presidiários e até a soltura deles, culpando o governo pela superlotação das cadeias, mas punindo a população brasileira com a possível abertura da porteira para criminosos.

O Brasil – como ocorre em vários outros países – tem mesmo uma população carcerária imensa. Não há presídios suficientes nem de perto, para abrigar tantos condenados e outros tantos presos, mas ainda sem condenação definitiva. Além disso, afora os mais de 700 mil detentos, hoje inchando as cadeias do país, há pelo menos outros  300 mil condenados que estão nas ruas, sem terem cumprido qualquer pena.

Ora, esse número é absurdo. Numa população aproximada de 212 milhões de pessoas, temos mais de 1 milhão de condenados e, certamente, mais que o triplo disso envolvido no mundo do crime, mas sem ter sido alcançado pela Justiça. Os governos federal e dos estados, há décadas negligenciaram a construção de mais presídios. Mas, ao mesmo tempo, para fazê-lo, teriam que retirar recursos de áreas vitais, como saúde, educação, rodovias, ferrovias. O que têm feito os defensores dos direitos humanos dos bandidos (e apenas dos bandidos)? Têm colocado os direitos dos presos muito acima dos direitos da sociedade, dos brasileiros de bem, daqueles que madrugam para trabalhar e viver do seu suor!

Em 2017, o STF já decidiu que preso tem direito à indenização do Estado, caso seja colocada em cadeias superlotadas ou em condições que eles chamam de sub-humanas. Quando se questiona que o Estado não paga nada, porque quem paga a conta são os trabalhadores, eles sim, vítimas mais de uma vez, por sofrerem nas mãos dos criminosos e ainda terem que bancar esse tipo de indenização, aí o diálogo se encerra, geralmente com acusação de quem raciocina assim é fascista e esquece a desumanidade das cadeias.

Mas, infelizmente, a realidade é que o que importa é o direito de quem cometeu crime e não de quem foi vítima dele. Estamos, nesse pacote de irresponsabilidade e de inversão brutal de valores, dizendo ao Brasil que, sim, o crime compensa. Porque ao mesmo tempo em que as punições são pífias e vergonhosas, quem mata, assalta, rouba, trucida, trafica, estupra, precisa ter todos os cuidados. Já as vítimas, que apodreçam em suas sepulturas ou vivam vidas de terror, sempre temendo novos e impunes ataques. É bom que nos preparemos! A porteira pode ser aberta. E nós, brasileiros do bem, trabalhadores, decentes, lutadores, vamos ser outra vez vítimas, sem podermos abrir nossas bocas. Tragédia em cima de tragédia. O que vai ser do nosso país e do nosso povo?

GOVERNO NA LUTA POR 1 MILHÃO DE DOSES DA SPUTNIK RUSSA

Foi um dia de muitas reuniões, telefones, contatos pela internet, conversas entre assessores e até entre governadores. A segunda-feira foi de mobilização em Rondônia e em outros Estados do norte e nordeste que formaram um consórcio para a compra da vacina Sputnik V e que ficaram de fora do primeiro lote de importação autorizado pela Anvisa. Os Estados que participam do consórcio querem comprar nada menos do que 37 milhões de doses, enquanto a Anvisa autorizou a importação apenas de algo em torno de 980 mil doses do imunizante russo.

O governador Marcos Rocha já assinou documento de intenção de compra de nada menos do que 1 milhão de doses. Por enquanto, as primeiras doses autorizadas são apenas para estados do nordeste: Bahia, Maranhão, Sergipe, Ceará, Pernambuco e Piauí. Governadores do norte e outros Estados do nordeste, começaram a se mobilizar já no fim de semana e toda a segunda-feira foi dedicada à conversações das equipes dos governos. Marcos Rocha está agindo para conseguir consolidar a compra de 1 milhão de doses, aguardando que a Anvisa libere, em breve, novos lotes da Sputnik.

POLÍCIA BAIXA EM JI-PARANÁ: SUSPEITA DE DESVIOS DE 37 MILHÕES DA PANDEMIA

Mais uma operação policial daquelas que envergonham o Estado. Dessa vez foi em Ji-Paraná, onde há suspeita de que o que a polícia suspeita ser um grupo criminoso, teria tentando desviar pelo menos 37 milhões de reais de dinheiro público, que seria destinado a gastos no combate à pandemia. As acusações são sérias e pelo menos três assessores da Prefeitura, de primeiro escalão, foram afastados dos seus cargos, por decisão judicial: o secretário de saúde, Ivo da Silva; o procurador geral do município, Ricardo Braga e o presidente da Comissão de Licitações, Claudinei de Oliveira.

De acordo com as denúncias, houve até contratação fraudulenta de uma empresa destinada a gestão hospitalar do Hospital Municipal de Ji-Paraná, sem licitação. O contrato milionário chegou ser assinado e previa a manutenção e ampliação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva e de Centros de Tratamento Intensivos. A polícia diz que o grupo investigado forma uma “organização criminosa sofisticada”, com tentáculos em  Rondônia, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina. Sempre lembrando que só depois da condenação pela Justiça se saberá quem é culpado ou quem é inocente, mesmo assim é lamentável um evento como esses, acontecer ainda em plena crise da Covid 19.

QUEM VAI XINGAR OS CHINESES? AFINAL, ELES LIBERARAM A CLOROQUINA

Agora as coisas começam a complicar para os que vociferam contra o tratamento precoce e principalmente para o uso de cloroquina, na tentativa de diminuir a carga viral do corona no organismo dos afetados pela doença. Desde que o presidente Bolsonaro afirmou que o medicamento usado há décadas no combate à malária, poderia amenizar a virulência do coronavírus, todos os que são oposição a ele e parte importante da mídia demonizou a cloroquina. Na CPI do Circo, também chamada de CPI da Pandemia, quem tem a coragem de falar em cloroquina, está ferrado! A palavra é proibida tanto no Facebook quanto no YouTube.

Defensores da cloroquina são vergonhosamente censurados nas redes sociais. E agora? Os esquerdistas e a mídia que só vive de informações contra o Presidente e seu governo, seja verdade ou não, vão explicar como a decisão do governo chinês de autorizar o uso da cloroquina contra o vírus mortal? O que dirá agora a Organização Mundial de Saúde, que antes era a favor do medicamento, depois foi contra e continua contra? Quem vai encarar os chineses? Eles aceitam o uso da cloroquina, mas não da hidroxicloroquina, muito menos agressiva, porque, para o instituto nacional de saúde pública da China, esse derivado não faz efeito algum. Vamos agora ouvir, atônitos, explicações, voltas, eu-disse-mas-não-foi-bem-assim e por aí vai. Quem não gostou, que xinguem os chineses!

BANDIDOS DENUNCIAM POLÍCIA DO AMAZONAS. AQUI, ISSO NÃO ACONTECERIA!

É sempre bom, por justiça, destacar a qualidade de nossas polícias. Mesmo eventualmente com menos condições de que deveria ter e com salários ainda bem abaixo do que deveriam receber, nossos representantes da segurança pública são exemplo de probidade, respeito aos cidadãos e cumprimento do dever, para todo o país. O assunto vem à tona quando ocorre mais uma crise de violência em Manaus, causado por bandidos do Comando Vermelho, que lideraram uma série de ataques em represália aos órgãos policiais do Amazonas, denunciados em carta aberta divulgada pelos bandidos nas redes sociais como associados ao crime.

Claro que se deve dar todo o desconto aos membros da facção, uma das mais violentas e cruéis do país, mas o texto, que pode ser acessado nas redes sociais, aponta o dedo para autoridades amazonenses que estariam envolvidas em irregularidades. Certamente todas as denúncias feitas serão devidamente investigadas, mesmo que elas venham de onde vem. O bom nesta triste história é que nós, rondonienses, temos uma PM e uma polícia civil diferenciadas. Aqui não se ouve falar em corrupção.

RECEBEMOS 631 MIL VACINAS E AINDA HÁ 46 MIL DOSES NÃO UTILIZADAS

Ainda estamos na rabeira, mas é bom que se diga que a vacinação avançou bastante em Rondônia. Os números oficiais divulgados ontem à noite pelo Ministério da Saúde, mostram que já foram aplicadas 292.502 da primeira dose e outras 136.183 da segunda dose, totalizando 428.685 vacinas aplicadas. As contas melhoraram. Recebemos, até agora, 331.308 Coronavac; 279.250 da Oxford/Astrazenia ca e 21.160 Pfeizer, totalizando 631.718 doses.

Subtraindo-se as usadas (428.685) e também as que serão usadas para completar segunda dose (156.319 unidades), teríamos um total de 585.004 doses comprometidos. Ou seja, ainda temos, já dentro de casa, outras 46.714 vacinas ainda não aplicadas. Mas, a verdade, é que as coisas melhoraram bastante em relação a alguns dias passados, quando tínhamos mais de 170 mil vacinas que não tinham sido usadas e, agora, esse número caiu significativamente. Hoje, em relação a uma população aproximada de 1.796.460 habitantes, Rondônia já vacinou 16,28 por cento da sua população com a primeira dose e 7,58 por cento com a segunda.

LCP CONVOCA POPULAÇÃO DE CHUPINGUAIA PARA INVADIR FAZENDA

Mais uma denúncia contra o grupo terrorista Liga dos Camponeses Pobres (LCP) que recentemente foram defenestrados de uma fazenda em Chupinguaia, que tinham invadido há vários meses. Na semana passada, moradores da região receberam em suas casas uma carta aberta assinada pela Liga, convocando a todos de Chupinguaia e proximidades para que ajudassem em nova invasão da mesma fazenda de onde eles saíram, depois de longa e pesada pressão da polícia.

Grupo que defende a invasão armada de propriedades, que usa tática de guerrilha, onde treinam até crianças para enfrentamentos com autoridades; que mesmo com ordens judiciais continuam mantendo suas criminosas invasões; que usam vários tipos de armas e agridem até pobres trabalhadores das fazendas, quando as atacam, tem sido tratado com todo o cuidado pelas autoridades, que temem um enfrentamento. É uma vergonha que o Cone Sul do Estado e parte dos distritos da região de Porto Velho estejam submetidos a esse tipo de terror, enquanto as autoridades não tomam as medidas que deveriam tomar, contra o terrorismo que assola nossa Rondônia. Até quando?

PERGUNTINHA

O que você achou da decisão do Ministério Público em questionar o governo pela autorização de realização da Copa América no Brasil, mesmo sem jamais ter questionado a realização de vários campeonatos no país, que envolvem quase 9 mil atletas andando para lá e para cá?

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO