Grãos / Foto: Ilustrativa

De acordo com dados do oitavo levantamento da safra brasileira de grãos (Conab, 2021a), o país deverá produzir na safra 2020/2021, 217,7 milhões de toneladas, superando em 5,7% (14,7 milhões de toneladas) o volume produzido em 2019/2020. Por outro lado, a área plantada deverá crescer 4,1% (2,7 milhões de hectares), alcançando 68,6 milhões de hectares.

Em Rondônia, a produção de grãos1 na safra 2020/2021 está estimada em 2,5 milhões de toneladas, 4,6% superior à da safra 2019/2020. A produção do estado responde por 0,9% da produção nacional. A área plantada deverá alcançar 663,4 mil hectares, 10,1% superior à da safra anterior. A produtividade deve decrescer 5%, com média de 3.792 kg por hectare, 4,2% inferior à produtividade média do país.

ALGODÃO

A área plantada com algodão na safra 2020/2021, em Rondônia, está estimada em 7,9 mil hectares, 19,4% menor do que na safra 2019/2020. A produção de pluma está estimada em 11,7 mil toneladas, enquanto a de algodão em caroço deverá ser de 30,8 mil toneladas, com produtividade média de 1.482 kg/ha e 3.900 kg/ha, respectivamente (Conab, 2021a).

ARROZ
A estimativa é que sejam colhidas 139,5 mil toneladas do cereal nesta safra, aumento de 0,1% em relação à safra anterior. A área cultivada, de 42,5 mil hectares manteve-se estável em relação à safra 2019/2020, enquanto a produtividade oscilou positivamente em 0,1%. Em Rondônia o cultivo é exclusivamente de sequeiro, com plantio previsto para dois períodos, safra e safrinha.
No plano nacional, a safra de arroz 2020/2021 está estimada em 11,6 milhões de toneladas, 3,9% maior do que a safra 2019/2020. De acordo com informações da Conab (2021), embora tenha havido aumento da área plantada em relação à safra anterior, a expansão foi aquém da esperada, não obstante o elevado patamar atual dos preços, em virtude da falta de água em algumas regiões do Rio Grande do Sul e dos preços mais atrativos dos grãos que competem em área com a cultura do arroz, notadamente soja e milho.
FEIJÃO
A área plantada com feijão no estado na safra 2020/2021 não deverá apresentar alteração em relação à safra 2019/2020, mantendo os mesmos 3,9 mil hectares, com estabilidade tanto da produção quanto da produtividade. Ainda que tenha apresentado o mesmo desempenho nesta safra em relação à anterior, o cultivo do feijão vem diminuindo ao longo dos anos e a tendência é que se torne basicamente uma cultura de subsistência para os produtores que ainda a cultivam, com comercialização do excedente nos mercados locais.
MILHO 1ª SAFRA
A área plantada com milho em Rondônia na primeira safra está estimada em 12,6 mil hectares, 5,9% superior à da safra 2019/2020. A produção deverá apresentar evolução de 6%, enquanto a produtividade deverá ser a mesma da safra anterior, de 2.958 kg por hectare. A alta de preços do produto ocorrida no final de 2020 influenciou o aumento do cultivo nesta safra, ainda que em pequena escala.
MILHO 2ª SAFRA
A área plantada com milho no estado na segunda safra 2020/2021 deverá ser 7,5% maior do que a da safra 2019/2020, devendo alcançar 200 mil hectares. A produção deverá apresentar crescimento menor, de 1,3%, em virtude da queda da produtividade, de 5,8%. Essa queda da produtividade deve-se, provavelmente, ao plantio de parte da lavoura fora do período recomendado, em virtude do atraso na colheita da soja.
SOJA
Os preços em elevação desde a safra passada têm contribuído para o aumento da área plantada com soja no estado. A estimativa é que, nesta safra, a área cultivada com a oleaginosa tenha crescido 13,8%, passando de 348,4 mil para 396,5 mil hectares, em comparação com a safra 2019/2020. Em razão da queda de produtividade, de 5%, a produção deverá crescer menos do que a área plantada, 8,1%. Conforme informações da Conab (2021), o aumento da área plantada está relacionado com o aumento dos cultivos da segunda safra de soja.
sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO