Vereador Valdomiro Corá (MDB) / Foto: Divulgação

A sabatina da Secretária Municipal de Ação Social e Trabalho (Semast), Michelle Pavani, na sessão ordinária desta segunda-feira, 14, na tribuna da Câmara, continua dando o que falar na cidade de Cacoal.

Isso porque a maioria dos parlamentares se dedicou a elogiar a titular da Semast, ao invés de fazer questionamentos com relação à perícia, da Polícia Federal (PF), no computador utilizado no polêmico sorteio das casas populares do Residencial “Cidade Verde”, realizado no final de dezembro de 2020.

Na tribuna, a secretária chorou, o que emocionou a plateia, arrancando aplausos dos presentes e até mesmo dos próprios edis (leia mais AQUI).

Mas, para o vereador Valdomiro Corá (MDB), autor da convocação, o choro de Pavani foi em vão e é de “gente dengoso”, responsabilizando ela e o prefeito Adailton Fúria (PSD) pelo drama vivido pelas 300 famílias beneficiadas com as casas populares (leia mais AQUI).

Contudo, à noite, ao comentar o caso num dos grupos de WhatsApp do Extra de Rondônia, Corá botou mais “lenha na fogueira” ao fazer uma inusitada revelação, que coloca em xeque a tal “independência” alegada pelos vereadores, dando a entender que estariam “dominados” pelo mandatário municipal.

“Uma coisa que os vereadores não observaram é que a prefeitura enviou para a sessão de hoje vários servidores, com a clara finalidade de bater palmas para a secretária. Outra coisa que ficou evidente é que pelo menos SEIS vereadores receberam ordens para elogiar a secretária”, disse o emedebista, que está no quinto mandato.

Ainda, através das redes sociais, Corá disse que “o depoimento da secretária se restringiu à choro, e defesa da base aliada com desvio de assunto, bajulação, e a me coagir”.

O comentário deve gerar reações de seus colegas de parlamento na sessão da próxima segunda-feira, 21.

Mensagem compartilhado num dos grupos de WhatsApp do Extra de Rondônia / Foto: Divulgação
sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO