Ponte tem mais de 90 metros sobre o Rio Pimenta / Foto: Divulgação

A falta de ação do governo do Estado em tomar medidas para resolver o problema de uma ponte de 90 metros sobre o Rio Pimenta, que caiu há mais de um ano, está causando transtorno para moradores da zona rural de Chupinguaia, um dos maiores municípios em termos de arrecadação de tributos para Rondônia.

A situação, que na verdade sempre foi complexa, de uns tempos para cá tornou-se uma dor de cabeça e tanto para quem precisa trafegar entre os distritos de Boa Esperança e Novo Plano, que sem a ponte precisam usar uma rota que aumenta em mais de 50 quilômetros a viagem.

Segundo moradores, o caso da ponte da linha 85 incomoda há muitos anos, e entra governo e sai governo sem que se resolva.

Um morador da região, Deoclides Rodrigues, que atua como “vereador voluntário” indicado pela comunidade, afirmou ao Extra de Rondônia que já houve inúmeras promessas, até mesmo de se fazer uma ponte de concreto, mas até agora fica tudo na conversa.

Ele afirmou que vereadores já fizeram petições ao governo, assim como a deputados estaduais da região, mas ninguém se sensibiliza em vir resolver o problema. Na última vez que falaram alguma coisa, prometeram reestruturar a ponte com madeira mesmo, mas nem isso aconteceu. Ele ressaltou que a estrada é de responsabilidade do Estado, portanto cabe ao governo estadual a resolução da demanda.

Os produtores que precisam da estrada reclamam do descaso do governo, que também perde com a situação, pois a falta de um acesso mais curto entre as localidades estimularia a produção, o que teria reflexos positivos na arrecadação.

“Mas nada acontece e estamos esquecidos pelo governo e por nossos representantes, que só lembram de nós na hora de pedir o voto”, desabafou Rodrigues.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO