Vila Neide, no município de Cabixi / Foto: Divulgação

A advogada Katia Teodoro, que é procuradora da Associação dos Moradores da Vila Neide, de Cabixi, conversou na tarde desta sexta-feira, 25, com a reportagem do Extra de Rondônia e afirmou que a demanda judicial da localidade está se encaminhando para um acordo, sem a necessidade de demolição dos imóveis, como foi divulgado recentemente.

Segundo a advogada, os representantes do MPF estiveram em reunião on line com integrantes da associação dias atrás, onde ficou muito claro que o propósito da instituição é buscar a conciliação da demanda, pacificar a questão, conter a especulação imobiliária e resolver o caso sem precisar derrubar os imóveis já construídos (leia mais AQUI e AQUI).

O próximo passo para a busca da solução será uma audiência a ser realizada em 15 de julho, com o presidente da Associação, José Luís Bortila e Silva, a própria procuradora da entidade, além de representantes do Ibama, Prefeitura de Cabixi e Ministério Público Federal para estabelecer os termos do acordo.

Katia afirmou que há o desejo dos moradores em atender as exigências das autoridades, promovendo a recomposição da floresta e outras medidas, e “fechar” o local para conter a ocupação irregular.

“A solução está muito próxima, pois vejo de todos os lados envolvidos no caso a disposição de buscar um acordo que contemple as questões que ainda estão em aberto, e a demanda seja enfim solucionada”, disse a advogada.

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO