Simbolo na entrada da cidade de Cacoal / Foto: Divulgação

A prefeitura de Cacoal, através da secretaria municipal de saúde, rebateu informações de que, na “Capital do Café”, teriam sido aplicadas 475 vacinas vencidas da AstraZeneca, mais da metade do total relacionado em Rondônia, que é de 777.

A informação gerou questionamentos quanto à seriedade da administração municipal com relação à aplicação correta dos imunizantes (leia mais AQUI).

“A Secretaria Municipal de Saúde de Cacoal vem a público informar que não aplicou qualquer dose de vacina vencida, que o município nunca deixou as vacinas em estoque por longos períodos, e adotou como regra disponibilizar as doses para vacinar a população imediatamente após o seu recebimento. Para ser transparente com a nossa população segue o lote de vacinas e a data de validade, conforme divulgado pelo jornal F. de São Paulo. CTMAV501 com vencimento em 30/04/21 – 4120Z005 com vencimento em 14/04/21 – 4120Z025 com vencimento em 04/06/21. Os casos citados pelo jornal F. São Paulo, trata se de erro no sistema do ministério da saúde e já estão sendo corrigidos. Por fim, que a briga política nacional não interfira nos trabalhos das prefeituras municipais no Brasil., vacine-se!”, diz a nota.

Contudo, circula nas redes sociais o comprovante de vacinação de uma paciente que tomou a 1º dose em 28 de abril, mas a vacina estava vencida desde 17 do mesmo mês, assim colocando em xeque as declarações da administração municipal.

Na manhã deste sábado, 3, o Extra de Rondônia entrou em contato com a titular da Saúde, Janayna Gomes. Ela disse que “estou em reunião. Só 1m..”, e não mais respondeu ao questionamento até a publicação desta matéria.

Comprovante de vacinação circula nas redes sociais / Foto: Divulgação
sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO