Ex-prefeito Deocleciano Ferreira / Foto: Divulgação

O empresário e ex-prefeito Deocleciano Ferreira Filho, ainda enfrenta sérias “dores de cabeça” pela conturbada gestão que teve no período de 2013 a 2016, quando administrou o município.

Nesta segunda-feira, 5, o Diário Oficial do Ministério Público (MP) publicou o Extrato de Portaria nº. 008/2021, instaurando Inquérito Civil Público contra o ex-gestor, por suposta prática de atos de improbidade administrativa.

Também fazem parte da investigação o ex-vice-prefeito Emerson Teixeira de Souza, o então secretário de finanças José Alves da Silva e o representantes da empresa Nova Gestão e Consultoria Ltda-EPP.

De acordo com o inquérito, sob responsabilidade da promotora de justiça Analice da Silva, da comarca de Cerejeiras, o inquérito civil tem por objetivo apurar a prática de atos de improbidade administrativa relacionada a irregularidades nos Procedimentos Administrativos 458/2013 e 632/2013, que resultou na contratação da Empresa Nova Gestão pelo Poder Executivo de Corumbiara, durante os exercícios de 2013 a 2015, para a execução de serviço de fiscalização e a recuperação de créditos de natureza tributária.

TENTOU RETORNAR

Deocleciano tentou retornar à prefeitura disputando as eleições de 2020, mas ficou em terceiro lugar, obtendo 706 votos. Em primeiro ficou Leandro Vieira “da Saúde”, com 2.087 votos e, em segundo, Laércio Marchini, com 1.178 votos.

Inquérito publico no Diário Oficial do Ministério Público/ Foto: Extra de Rondônia

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO