Alexandre Lima e sargento Damasceno / Foto: Extra de Rondônia

O radialista Alexandre Lima, em seu programa diário na Rádio Patriota, transmitido pela Positiva FM, rebateu as declarações do vereador Alexandre Serafim Damasceno (PROS), que, ao utilizar a tribuna na Câmara de Vilhena, virou uma espécie de “professor” e deu “dicas” aos profissionais de imprensa na elaboração de suas atividades.

O parlamentar, que é Polícia Militar e considerado um dos defensores do prefeito Eduardo Japonês (PV) no Legislativo, questionou as críticas feitas por jornalísticas ao município de Vilhena.

Para ele, as críticas evitam que empresários queiram investir no município. “O bom são críticas construtivas, mas as que vejo são destrutivas”, alfinetou (leia mais AQUI).

Contudo, para Lima, Damasceno deve ter seriedade com um dos principais papeis do vereador que é a fiscalização dos atos públicos. “Você tem que cumprir teu papel de fiscalizar o prefeito. Você tem que respeitar essa farda”, respondeu o comunicador.

Lima completou seu raciocínio lembrando que Damasceno foi um dos vereadores que votaram contra a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito, a famigerada CPI da Covid, em Vilhena. “O sargento foi um dos que cruzou os braços à CPI da Covid”, observou, destacando, ainda, que os únicos que votaram por uma fiscalização nas atas da covid, em abril passado, foram os vereadores Samir Ali (Podemos), Nica Cabo João (PSC), Clerida Alves (Avante) e Dhonatan Pagani (PSDB) (leia mais AQUI).

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO