Veículo público usado pelo servidor/Foto: Extra de Rondônia

Por volta das 23h de sexta-feira, 09, foi concluído o registro da ocorrência sobre a prisão de um servidor da Prefeitura Municipal de Pimenteiras do Oeste, que foi preso em Vilhena após usar um veículo oficial do município para transportar quase um 1 kg de pasta base de cocaína para um traficante de Vilhena.

De acordo com os dados narrados no registro do caso, que foi noticiado em primeira mão pelo Extra de Rondônia (RELEMBRE AQUI), o servidor de 46 anos, que faz o trajeto entre os referidos municípios 3 vezes por semana transportando pacientes para fazerem hemodiálise no Instituto do Rins, foi apontado como sendo o responsável por trazer 996 gramas de pasta base de cocaína dentro de um caixa de sapato lacrada, para um velho conhecido da polícia de Vilhena pela prática de venda de entorpecentes, que foi flagrado em posse da droga enquanto conduzia um veículo Corolla pelas ruas da cidade, em companhia de uma terceira pessoa de cidadania boliviana.

Ainda de acordo com as informações narradas, a Polícia Militar soube que o traficante, de 69 anos, receberia drogas oriundas do município de Pimenteiras do Oeste e passaram a realizar seu acompanhamento.

Durante o moritomento, o suspeito, que levava um passageiro até então desconhecido no veículo, parou à sombra de uma árvore próximo ao terminal rodoviário, onde ficou por alguns minutos sem desembarcar e depois seguiu viagem novamente até o Instituto dos Rins, localizado  na quadra de trás do Hospital Regional, onde recebeu um pacote do servidor municipal, que desceu do veículo oficial da prefeitura de Pimenteiras, no qual estava em companhia da esposa de 27 anos.

Após avistarem a entrega, os policiais acompanharam o suspeito por mais algumas quadras e lhe deram ordem de parada, tendo ele desrespeitado a princípio, mas acabou encostando o veículo.

Como foi constatado que na caixa entregue pelo servido de fato havia a quantia de droga acima citada,  os militares retornaram ao órgão público, onde a companheira do motorista, concursado a cerca de 20 anos, confessou ter visto o marido entregar o referido embrulho ao suspeito que tinha acabado de ser preso.

Preferindo se manter em silêncio, o servidor foi conduzido para a delegacia da Polícia Civil juntamente com a mulher, onde foi acompanhado por um advogado.

Já o carona do veículo onde a droga foi apreendida, relatou que é cidadão boliviano naturalizado brasileiro e que reside no município de Pimenteiras, de onde veio de táxi naquele mesmo dia, mas antes procurou a pessoa do servidor público para lhe entregar cerca de 1 dos 4 kg de cocaína que havia adquirido em seu pais de origem, para ser entregue ao traficante vilhenense. Ainda segundo o delator, o motorista do carro oficial da prefeitura receberia o valor de R$ 1 mil pela prestação do serviço, mas não relatou se a pratica já tinha sido realizada antes.

Por fim, o boliviano confessou que havia enterrado os outros 3 kg da droga em uma região de mata ainda no município de Pimenteiras, que seriam entregues como pagamento a uns contatos que não quis revelar os nomes, mas com quem tinha combinado os roubos de três motocicletas Bros 160 cilindradas, que aconteceriam no município de Vilhena e seriam destinadas para a Bolívia.

Uma guarnição chegou a se dirigir ao referido município e realizou buscas no local informado pelo agente, mas nada foi encontrado.

Diante dos fatos, todos os envolvidos foram apresentados na delegacia juntamente com a droga apreendida e o veículo oficial da prefeitura de Pimenteiras para o registro do caso, onde o servidor foi flagranteado e conduzido para Casa de Detenção do município.

PREFEITURA SE MANIFESTA

Em nota enviada ao Extra de Rondônia, a prefeitura de Pimenteiras do Oeste se manifestou a respeito do caso.

“A Secretaria Municipal de Saúde vem prestar esclarecimentos de que o fato envolvendo seu servidor, era desconhecido pelos mesmos. E que só tomou conhecimento do assunto quando a equipe do Instituto do Rim informou que o motorista havia sido detido no local com entorpecentes, assim solicitaram a Secretaria para que mandassem outro veículo para buscar os pacientes que estavam em atendimento. O servidor realizava continuamente 3 vezes na semana o mesmo trajeto e aguardava os pacientes até o fim dos atendimentos. Iremos tomar as devidas províncias previstas na lei e aguardamos o contato da Polícia pela apreensão do veículo”, disse.

 

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO