Droga apreendida com o suspeito/ Foto: Extra de Rondônia

Na madrugada desta segunda-feira, 19, um morador de Chupinguaia foi preso pela Polícia Militar quando tentava entrar no município com mais de 100 gramas de pasta base de cocaína, que teria sido encomendada por outro morador.

De acordo com o registro caso, o Núcleo de Inteligência (NI) da polícia Militar recebeu informações que o piloto de uma motocicleta Honda Bros de cor vermelha, que carregava uma roçadeira amarrada na garupa estaria transportando droga para outro morador do município, conhecido como “Porto Velho”.

Diante das informações, os investigadores acionaram uma guarnição e se deslocaram até a Linha 95, esquina com a RO-391, onde abordaram o referido veículo e identificaram o piloto como sendo J. P. dos S., de 33 anos, com quem localizaram 104 gramas de pasta base de cocaína.

Questionado sobre o destino da droga, J. respondeu que um homem conhecido pelo apelido de “Porto velho” havia lhe emprestado o veículo que usava para que ele buscasse a roçadeira na cidade de Rolim de Moura pelo valor de uma diária de trabalho, que custa em média R$ 120,00.

Porém, ainda segundo J., quando estava na cidade de Rolim de Moura recebeu um ligação de “Porto Velho”, tendo este lhe solicitado que pegasse também a droga e levasse consigo.

Já no endereço do vulgo “Porto Velho”, onde foram recebidos pela esposa do suspeito enquanto ele fugia pelos fundos do imóvel pulando o muro, os militares encontraram vários cigarros de maconha.

Diante dos fatos, J. recebeu voz de prisão e foi apresentado juntamente com o material apreendido na Delegacia da Polícia Civil de Vilhena para serem tomadas as devidas providências.

Devido não haver meios, a motocicleta usada no crime não foi removida até o município de Vilhena, mas ficou sob os cuidados da Polícia Militar de Chupinguaia para apresentação posterior.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO