Arma apreendida pela PC com o estelionatário/ Foto: Extra de Rondônia

O investigado da justiça, J. F. da S., suspeito de aplicar golpes em várias mulheres em Vilhena e que foi posto sob monitoramento eletrônico após ser preso pela Polícia Civil em posse de uma arma de fogo no final de abril deste ano, em uma casa localizada no bairro Jardim América, está há dois meses foragido e vítimas vivem em clima de tensão.

De acordo com a Colônia Penal, J. está na condição de foragido desde o dia 01 de junho e a tornozeleira que ele usava foi encontrada no apartamento em que forneceu como endereço fixo em Vilhena.

Segundo uma das vítimas, que falou com a reportagem do Extra de Rondônia, desde que o suspeito que lhe causou grandes prejuízos financeiros fugiu, ela e as demais mulheres enganadas pelo “Don Juan”, vivem em clima de tensão constante.

Uma de suas ex-companheiras, que reside no Estado de Santa Catarina, chegou a afirmar que houve uma tentativa de invasão em sua casa e um veículo desconhecido ronda o local diariamente, porém, ela não saber afirmar se pode ter ligação com o estelionatário.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO