Unir campus Porto Velho / Foto: Divulgação

Um dos principais conflitos por terra da história de Rondônia, que levou a 12 mortos, incluindo uma criança, pessoas desaparecidas e mais de 200 pessoas torturadas será relembrado através de diversas atividades nos dias 09, 16, 23 e 30 de agosto. Atividades terá ato público na escadaria da Unir Centro e mesa de diálogos com transmissão no canal do Youtube.

Na programação, serão abordados os conflitos e desafios dos camponeses no Acampamento Manoel Ribeiro (parte da antiga Fazenda Santa Elina), a criminalização política (quatro presos políticos detidos desde o mês de maio de 2021) e reflexões sobre o latifúndio e regularização de terras griladas na Região Amazônica.

O seminário é para advogados(as), juristas, professores(as), estudantes, militantes e qualquer pessoa que se interesse pelo tema. Entre os diversos debatedores estarão participando professor doutor Ariovaldo Umbelino de Oliveira, um dos mais renomados geógrafos que estudam a questão agrária em nosso país.

As atividades concentram-se em:

1° – Ato Público em memória a resistência camponesa de Corumbiara (dia 09 de agosto, Porto Velho, às 17h, na Escadaria da Unir Centro);

2° – Mesa temática “Ataque e Resistência” (dia 16 de agosto, via transmissão no Youtube);

3° – Mesa temática  “A Criminalização da luta pela terra e os presos políticos do Acampamento Manoel Ribeiro” (dia 23 de Agosto, via transmissão no Youtube);

4° – Mesa temática “Regularização do Latifúndio na Amazônia” (dia 30 de agosto, via Youtube)

O seminário terá certificação para aqueles que concluírem 2/3 das atividades. Todos os encontros online começam as 19h no horário Amazônico/Fuso de Manaus e Porto Velho.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO