Carne bovina / Foto: Ilustrativa

Em julho, o Brasil exportou 166,29 mil toneladas de carne bovina in natura, apenas 1,75% a menos que a quantidade embarcada em julho/20 e 2,47% abaixo do recorde, atingido em outubro/19, segundo dados da Secex.

Chamou a atenção do setor o preço recorde pago em dólar pela carne bovina embarcada, que chegou a US$ 5.427,7/tonelada. Esta média ficou 20,35% acima da observada no início deste ano e 32,99% superior à de julho/20. O dólar elevado no mês passado (a R$ 5,16) e o valor recorde pago pela carne exportada, por sua vez, resultaram em receita em moeda nacional também recorde, de expressivos R$ 4,65 bilhões, ainda de acordo com dados da Secex.

Segundo pesquisadores do Cepea, o bom desempenho das exportações brasileiras de carne e o baixo volume de animais para abate no mercado interno seguem sustentando os valores da arroba. Nessa quarta-feira, 4, o Indicador do boi gordo CEPEA/B3 (São Paulo, à vista) fechou a R$ 316,70, ligeira queda de 0,04% frente ao da quarta anterior, dia 28 de julho.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO