Confúcio Moura (MDB-RO) / Foto: Divulgação

O senador Confúcio Moura (MDB-RO), membro da Comissão de Educação, Cultura e Esportes (CE), e autor do projeto de Lei 5.682/ 2019 que determina a adoção de critérios técnicos de mérito, desempenho e participação da comunidade escolar para a nomeação de gestores escolares, disse, na quarta-feira 18, em vídeo publicado em suas redes sociais, que o Brasil precisa parar com a “farra” de nomeação de diretores por critérios políticos.

A proposição do parlamentar, que adota medidas para a escolha de diretores de escola, foi aprovada na segunda-feira 16, pela Comissão de Educação do Senado Federal e agora segue para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Casa (CCJ), onde será analisada em caráter terminativo e, se aprovada, seguirá para a Câmara dos Deputados.

De acordo com o senador, o projeto é extremante importante e indispensável para a educação do país. “É impossível melhorar a educação do Brasil se não tiver um bom gestor escolar. A escola é uma instituição importante, complexa, precisa de um gerente que tenha a capacidade para administrar conflitos, observar o desempenho dos alunos, ir atrás dos faltosos, e preocupar realmente com o aprendizado das crianças”, enfatizou.

Confúcio Moura afirmou ainda que não se pode nomear de qualquer jeito um diretor de escola e que é necessário passar por critérios.  “Primeiramente saber se a pessoa entende de educação, saber realmente a linguagem da Educação, ter um plano de metas para administração dele, e assim, outros avanços importantes de seleção dos melhores’, concluiu. Veja vídeo.

https://

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO