@@@ CONE SUL SEM COMANDO

Bombardeado por prefeitos e deputados do Cone Sul, o agente penitenciário Nilton Gomes, de Vilhena, não resistiu no comando da Secretaria Regional do Governo e foi tirado da função no início da semana. Ele ficou quase dois ano e meio no cargo, e seu substituto deve ser anunciado nos próximos dias. Os insatisfeitos resumiram a situação: incompetência.

@@@ NO PÁREO

O prefeito de Vilhena, Eduardo Japonês (PV), em entrevista concedida ao Extra de Rondônia, falou acerca da possibilidade de disputar as eleições do ano que vêm. Ele diz que está à disposição do partido e aceita a decisão de seu grupo com relação a isso, mas tudo indica que vai mesmo concorrer a deputado federal. Contudo, há quem torça o nariz para tal propositura, e afirma que o Japa deve finalizar o compromisso para o qual se lançou, que é administrar Vilhena por quatro anos. Vamos aguardar!

@@@ DE MALAS PRONTAS

Depois de décadas no comando do PV de Rondônia, o deputado Luizinho Goebel pode deixar a legenda a qualquer momento, e migrar para o PSC. Segundo rumores, a conversa está bem adiantada neste sentido, mas a tendência é que ele mantenha ainda forte influência no partido que ajudou a construir no Estado.

@@@ SÓ NA PRESSÃO

O caso da jovem que faleceu vítima de acidente de trânsito na semana passada teve repercussão na sessão da Câmara Municipal de Vilhena. A lamentável situação acabou provocando a convocação de reunião entre autoridades para debater o assunto e buscar soluções. Ou seja, de novo vão tentar colocar tranca na porta depois que foi arrombada. Fala-se mais uma vez em instalação de lombadas, coisa que já deu problemas na cidade, e de novo pode voltar à pauta, provavelmente sem critério algum.

@@@ ASSUNTO REQUENTADO

Por outro lado, o vereador Pedro Sanches (Avante) falou sobre a implantação de Guarda Municipal em Vilhena, que ajudaria a controlar o trânsito. É outro assunto requentado na cidade. Na época em que Junior Donadon era presidente da Câmara, em 2015, estava tudo acertado para que o então prefeito Zé Rover concretize a iniciativa, mas depois acabou dando “xabú”. Bom, pelo menos a carnificina do trânsito vilhenense voltou à baila, e tomara que desta vez haja menos blábláblá e mais ação.

@@@ ERRO TÉCNICO, DIZ

E, em Colorado do Oeste, o prefeito Professor Ribamar (PSB) diz estar tranquilo com relação a reprovação de suas contas de gestão passada pelo TCE, relatório a ser apreciado em breve pela Câmara Municipal. Segundo ele, não houve ilícito ou danos ao erário, apenas um erro de ordem técnica.

@@@ VOLTA DO FESTIVAL DE PRAIA

Em Pimenteiras do Oeste, após três anos sem Festival de Praia, a prefeita Valéria Garcia (PP) confirma a retomada da tradição para 2.022, assim que passar a pandemia. Com cerca de trinta anos de realização, o evento é um marco no turismo do Cone Sul, e um dos sustentáculos do setor na cidade.

@@@ CRESCE POPULARIDADE

Em seu giro pelo Estado de Rondônia levando o Programa “Tchau Poeira”, o governador Marcos Rocha (sem partido) aportou esta semana no Cone Sul, passando três dias na região. Em franco processo de consolidação de seu nome para a sucessão estadual, ele vê crescer sua popularidade e reverte resistências que sofreu na primeira metade da gestão.

@@@ MAIS INVESTIMENTOS PARA RO

Rocha se firma como administrador competente graças a uma política de contenção de gastou que lhe permite agora ter fôlego financeiro para implementar projetos de vulto com recursos próprios, caso do próprio “Tchau Poeira” e do “Governo na Cidade”, com iniciativas de apoio em infraestrutura para os Municípios. Ele está definitivamente no jogo, com certeza.

@@@ PRESIDENTE VAI À REELEIÇÃO

Presidente da Assembleia Legislativa e do Patriotas, o deputado Alex Redano confirma pretensão de concorrer à reeleição e em conversa com o Extra de Rondônia declarou que a legenda dispõe de bons nomes para disputar as eleições proporcionais com expectativa de bom desempenho.

@@@ CASSOL E O BLOCO NA RUA

Ivo Cassol esteve em Brasília esta semana, reunido com dirigentes nacionais do PP. Foi dito a ele que o novo entendimento da Lei da Ficha Limpa, proferido pelo Ministro Marques Nunes do STF, o torna apto a concorrer às eleições do ano que vêm. Diante da perspectiva, Cassol vai colocar o bloco na rua, e pretende percorrer os 52 Municípios a partir desta semana, começando o giro por Vilhena. A ideia é defender seu projeto de tentar voltar ao comando do Estado, e angariar apoio neste sentido.

@@@ MISTÉRIO EM PARECIS

Enrolado com uma prestação de contas junto ao TCE e multado em consequência de acusação de fraude na aquisição de combustíveis em gestão anterior, o prefeito de Parecis, Marcondes de Carvalho (PSB), continua a dispor da proteção do Parlamento para manter-se livre, leve e solto.

@@@ MISTÉRIO EM PARECIS II

O presidente da Câmara Municipal de lá, vereador Donizete Vítor Alves (PSL) seria o “engavetador” do acórdão do Tribunal de Contas, contando com a base do prefeito no Legislativo, que mantém tudo escondidinho. A reportagem do Extra de Rondônia tem tentado falar com o presidente, mas ele não atende ligações e nem dá retorno à mensagens encaminhadas.

@@@ ACUSAÇÃO ELEITORAL EM CACOAL

Já em Cacoal, que está enrolado é o vereador Magnilson Mota, do PSC, acusado por companheiro de nominata de cometer ilícitos nas eleições do ano passado. Ele ingressou com denúncia contra o eleito, a qual foi aceita pela Justiça Eleitoral.  “Amarildo, Gerente do Pé Quente”, algoz de Magnilson, diz que houve abuso de poder econômico na campanha. Na petição ele enumera seis supostas irregularidades que teriam sido cometidas pelo então companheiro de palanque.

@@@ FÚRIA X PAULO HENRIQUE

Também na Capital do Café, o prefeito Adailton Fúria (PSD) e o vereador Paulo Henrique (PTB) andaram se estranhando esta semana, e o pau quase quebrou de fato entre os dois, tudo por causa de divergência de posicionamentos com relação ao tema da violência doméstica. As diferenças de opinião podem ser aceitas, e em muitos casos são naturais na política. Agora, o prefeito invadir um estúdio de rádio onde o vereador concedia entrevista para tentar tumultuar a situação, isso não pode.

 

sicoob credisul