Elias Resende, diretor-geral do DER em RO / Foto: Extra de Rondônia

Em passagem pelo Cone Sul esta semana, o Diretor-Geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Estado, Elias Resende, falou ao Extra de Rondônia das ações do governo na pasta que comanda, destacando serviços na região.

Ele também falou sobre política, mas não quis confirmar eventual pretensão de concorrer a cargo eletivo em 2.022.

Sobre o trabalho do DER na região, ele destacou os investimento do Programa Tchau Poeira, na ordem de R$ 19 milhões para as sete cidades de região, “ação que vai ajudar as prefeituras com obras de infraestrutura urbana”.

Ele falou também dos recursos que estão sendo investidos na construção de pontes de concreto e aço na região, com sete obras expressivas, somando R$ 33 milhões em investimentos. Entre as pontes estão dias no rio Escondido, duas no Pimenta, uma no Santa Cruz e outra no Melgaço.

Rezende também falou de outras pontes que vão resultar em benefício ao setor produtivo regional, caso das duas que estão serão feitas no rio Canário. “No Estado todo o investimento em pontes de concreto e aço alcança 60 milhões”, garantiu.

Ainda sobre o Cone Sul, Elias falou sobre a situação da “Estrada do Boi”, dizendo que a ordem do governador Marcos Rocha foi dar sequência às obras paradas, e, no caso desta, que está dividida em cinco lotes, pelo menos o primeiro deles deverá ter ordem de serviço assinada ainda este ano. “O processo já está na Supel; serão 10 quilômetros, partindo de Corumbiara, e a previsão é que em 40 dias a ordem de serviço seja dada pelo governador”.

Falando da situação geral do Estado, Rezende garantiu que 90% das estradas pavimentadas foram recuperadas com diversos tipos de serviços sendo realizados, sendo que em alguns casos houve até mesmo construção de asfalto novo. “Resolvemos também demandas antigas em cidades como Tarilândia, Urupá, Ji-Paraná e Rolim de Moura”, explica.

Quanto aos seis mil quilômetros de estradas de terra, o diretor declarou que falta cerca de 40% para que todas as vias tenham passado por melhorias. “Vamos deixar a malha viária em plenas condições para o período chuvoso”, garante.

Em resumo, Elias Rezende assegurou que o DER trabalha em 40 frentes de serviço por todo o Estado, e que o órgão “está na estrada o tempo todo, cuidando dos interesses da população e dos produtores que tanto precisam de vias em condições plenas de uso”.

Como o DER é uma plataforma de onde já saíram diversos personagens da política rondoniense, o atual diretor foi questionado acerca de eventual projeto eleitoral para o futuro. “Não há dúvida que o cargo que ocupo acaba proporcionando tremenda projeção, assim como o fato de todos nós estarmos habilitados para concorrer às eleições, mas neste momento meu foco é no trabalho, e deixo o futuro nas mãos de Deus. O que tiver de ser, assim será”, encerrou.

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO