Tem como base matéria jornalística do Extra de Rondônia publicada em 9 de agosto, o Hospital Regional (HR) solicitou a abertura de sindicância para apurar possível facilitação de servidores na realização de exames médicos na unidade de Vilhena.

Na última segunda-feira, 23, o diretor do HR, Clair Cunha, enviou ofício ao presidente da Câmara Municipal, Ronildo Macedo (PV), informando o pedido do pleito devido ao possível aliciamento por parte de vereadores e de seus assessores a servidores públicos lotados na unidade, na realização de exames de Ultrassons, Raios-X e Tomografias.

Em entrevista ao Extra de Rondônia na manhã desta quinta-feira, 26, Clair informou que a investigação tem como base denúncias veiculadas nas redes sociais e matéria jornalística do Extra de Rondônia com o título “Em Vilhena, áudio veiculado em redes sociais coloca vereadora em ‘saia justa’”, envolvendo a vereadora Elenir Salete Zilli Gonçalves (PSC), a “Nica Cabo João”.

No áudio, ela pergunta a uma pessoa se já foi chamada para assumir cargo obtido em concurso, ou se precisaria “mexer os pauzinhos” para que isso aconteça. Questionada pelo site, a parlamentar, através de sua assessoria, confirmou ter conhecimento do assunto, porém declarou que não irá se manifestar sobre o caso neste momento (leia mais AQUI).

Clair disse, ainda, que a Polícia Civil está por dentro do caso, uma vez que já solicitou informações sobre o assunto e perguntou quais medidas foram adotadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

O caso tomou maiores proporções após vazamentos de fotos do ex-vereador Carmozino Alves, nos corredores do HR, e as denúncias feitas na tribuna da Câmara por parte da vereadora Clérida Alves (que é esposa do Carmozino) que chamou a titular da Saúde, Siclinda Rassch, de “incompetente, falsa e arrogante” (leia mais AQUI e AQUI).

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO