Lula ao lado de Hilton Acioli, autor do jingle “Lula lá”, em Natal (RN) / Foto: Luana Tayze

O ex-presidente Lula que desde a semana passada iniciou uma espécie de caravana por estados do nordeste brasileiro, deverá continuar a saga pré-eleições de 2022, porém Rondônia é um dos estados fora da lista do petista.

Lula tenta atrair apoios para além da esquerda para sua provável candidatura, mas já foi alertado por assessores próximos que o melhor a fazer é continuar a investida em estados onde o petista nutre apoio da população, razão esta que o Nordeste foi escolhido e, respectivamente os oito estados que compõem a região.

Paulo Câmara, Lula e João Campos / Foto: Ricardo Stuckert

A assessoria do PT mapeou onde Lula teve maior concentração de votos nas eleições passadas onde ele venceu para presidência. Além dessa estratégia, as últimas pesquisas de intenção para o cargo de Presidente da República, foram utilizadas como referência para que a caravana de Lula colocasse a equipe para ressuscitar o petista na corrida eleitoral contra o seu maior adversário, o Presidente Jair Bolsonaro que também é candidato.

Durante sua passagem pelo Maranhão, Lula disse: “”Eu não posso pensar com fígado. Eu preciso pensar de forma civilizada como é que a gente vai manter relações com todas as forças políticas porque você precisa, se candidato, ganhar as eleições. E ,se ganhar as eleições, precisa governar o país”.

Lula na Bahia com o atual governador e o presidente do diretório do PT na Bahia Jacques Wagner / Foto: Divulgação

Apesar de negar que seja candidato, a visita do ex-presidente é parte de uma estratégia para marcar espaço para sua candidatura em 2022 na região e tentar refazer pontes visando a eleição de 2022.

Em primeiro lugar, Lula quer tornar a sua candidatura em evidência na região nordeste. Em segundo lugar, a viagem serviu para que ele pudesse se articular com outros partidos de esquerda sabendo que o partido é uma força aqui em Pernambuco, mas também tem uma força nacional, disse Adriano Oliveira que é professor de ciência política da UFPE.

RONDÔNIA FORA DOS PLANOS DE LULA

Lula, no Maranhão: “Vocês é quem terão de tirar Bolsonaro do governo em 2022” / Foto: Divulgação

Lula sabe que em há estados-chave para o Presidente Bolsonaro que tem maior capilaridade de votos e apoio. Rondônia, localizado na região Norte, é um território que o petista foi derrotado duas vezes em eleições. O petista sabe que nas três últimas eleições presidenciais, o PT foi derrotado em Rondônia. Em 2018, Fernando Haddad foi derrotado por Bolsonaro. Em 2010 e 2014 Dilma Rousseff entre derrotado pelos tucanos Geraldo Alckmin e Aécio Neves.

Na última eleição, Bolsonaro contou em Rondônia o segundo estado com maior percentual eleitoral. Pesquisas que monitoram a aprovação e rejeição do Presidente Bolsonaro mostram que o petismo tem maior rejeição ao bolsonarismo por essas bandas do nordeste brasileiro.

Rondônia juntamente com Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Roraima, Acre, Paraná e Goiás são estados onde Bolsonaro ainda nutre força política direta e indireta, fazendo com que Lula avalie melhor como agir e atacar. Rondônia estará fora dos planos do petista por questões óbvias aqui apresentadas.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO