Tambaqui / Foto: Ilustrativa

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria Estadual de Agricultura (Seagri), vai divulgar nesta semana os locais para vendas de tíquetes do 2º Festival Nacional do Tambaqui da Amazônia, previsto para iniciar no próximo dia 19 de setembro.

Durante o evento, serão assadas, simultaneamente nas capitais brasileiras e no Distrito Federal, 35 mil bandas do peixe, somente em Rondônia serão mais de 20 mil. A unidade vai custar R$ 20 e serão distribuídas em caixinhas padronizadas de papelão. Os peixes do festival, serão doados  por produtores e tratado, em parceria com frigoríficos e agroindústrias.

Pela importância produtiva e econômica alcançada desde a sua expansão, o segmento da piscicultura ganhou espaço cativo na Agrolab Amazônia, no ano passado. Em 2020, totalmente digital, esse evento promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) teve a participação de aproximadamente 38 mil pessoas.

“Um feito inédito e grandioso na promoção da piscicultura do nosso estado”, disse na segunda-feira (30), o secretário Evandro Padovani, da Seagri.

Conforme explicou a gerente de desenvolvimento de aquicultura e pesca na Seagri, Maria Mirtes de Lima Pinheiro, a realização do festival tem três objetivos, o primeiro é incentivar a oportunidade de negócios com tambaqui entre Rondônia e outros estados. O segundo, melhorar o consumo interno per capita (por cabeça) e o terceiro, promover ações beneficentes.

Essa tendência, segundo Mirtes Pinheiro, favorece à secretaria criar a cadeia produtiva do peixe, a exemplo de outras já constituídas. “Daí, a beleza e a grandeza do evento, porque o festival tem programação simultânea em Rondônia e em outros estados, mobilizando de mil a 1,2 mil pessoas”.

Após o período mais cruel da pandemia da covid-19, o Governo de Rondônia criou o próprio desafio, promover o pescado em 31 municípios, nos 26 estados e no DF. Isso acontecerá no próximo dia 19 de setembro.

Só em Porto Velho serão assadas quatro mil bandas do pescado no estacionamento do Palácio Rio Madeira, no Bairro Pedrinhas. Cada produtor fornecerá, em média, três quilos de tambaqui.

NOVIDADES

No ano passado, os organizadores assaram 4,23 mil bandas do peixe, no estado, o equivalente a seis toneladas. Neste ano, com a logística da Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), serão transportadas de caminhão para todas as regiões brasileiras.

A renda obtida com as vendas, será revertida em prol da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Hospital Santa Marcelina, Hospital do Amor, entre outros. Nos municípios, prefeituras e organizadores, decidirão a distribuição para igrejas e entidades locais.

O secretario da Seagri, Evandro Padovani, ainda enaltece os parceiros e colaboradores do evento: Sebrae, Associação dos Criadores de Peixes de Rondônia (Acripar), Lions Clube, Zaltana Pescados, Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater), Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), Agrofish, Nova Aurora e WS Pescados da Amazônia.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO