Eduardo Japonês (PV), prefeito de Vilhena / Foto: Divulgação

O prefeito de Vilhena, Eduardo Japonês (PV), divulgou no final da noite desta segunda-feira, 6, um vídeo em que faz comentários a respeito de vários assuntos da atualidade, entre eles, defendeu o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do combustível.

O tema é pauta nacional desde 2020, com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) travando um embate com governadores em torno da taxação do tributo.

No vídeo, Japonês fez um relato do que o ICMS representa para Rondônia. Ele defendeu ao dizer que os principais setores administrativos seriam prejudicados caso o imposto não existisse.

“Rondônia arrecadada quase R$ 1 bilhão. Isso representa quase 25% da arrecadação de ICMS do Estado. É mais ou menos do que a Saúde toda do Estado consome no ano que é um pouco mais de R$ 1 bilhão. Mesma coisa, a Segurança Pública, que consome R$ 1 bilhão. Vocês conseguem imaginar o Estado de Rondônia sem nada de Saúde? Sem contar a Educação, as Obras, o próprio DER, Assistência Social, Agricultura. Todas elas serão prejudicadas”, observou.

O chefe do executivo municipal continuou seu raciocínio dizendo que há pautas mais importantes para se discutir nesse momento, que são as pessoas, que estão sofrendo hoje, a Reforma Trabalhista, entre outros.

O vídeo, publicado em seu perfil pessoal no Facebook, teve comentários de muitos internautas, entre eles, do seu ex-secretário municipal de Agricultura, Jair Dornelas, que questionou as declarações.

“Prefeito esperava que apoiava o movimento. Discurso de esquerda. Decepção. Precisamos gerar imposto sim incentivando a vinda de indústrias para o município de Vilhena e não matando as que aqui estão com IPTU alto, burocracia municipal, saúde defasada, escolas caindo etc. Estamos passando da hora de motivar processo de industrialização para o estado e pra Vilhena”, questionou o ex-titular da Semagri.

>>> VEJA O VÍDEO ABAIXO:

https://

 

Jair Dornelas questinou prefeito de Vilhena / Foto: Divulgação

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO