Bolsonaro e Alexandre de Moraes / Foto: Reprodução

Reflexão: A paz foi selada entre Bolsonaro, Alexandre de Moraes (STF), porém, todavia, contudo…Um fato curioso que me fez refletir muito sobre todo este episódio.

  1. A velocidade que a Polícia Federal e a Interpol caçam quem critica um dos ministros da Corte. No caso do Zé Trovão localizaram onde ele estava num hotel na cidade monstruosa do México (metropolitana) maior que São Paulo por sinal. Em 72 horas o localizaram. 

2.O André do Rap, sim aquele solto por um HC de um dos ministros do STF e até hoje foragido, após 1 ano e considerado o maior narcotraficante do Brasil, até agora nada. Quanto aos críticos da Suprema Corte e seus eminentíssimos ministros a velocidade foi comparada “à da luz” na captura e prisão desses indivíduos considerados de altíssima periculosidade.

3.Outros narcotraficantes estão foragidos desde 2016 conforme lista oficial da PF e Interpol e não os encontra de jeito nenhum. Detalhe: Alguns estão aqui mesmo no Brasil 

  1. Precisamos refletir além do episódio. A raiz principal do Brasil está na impunidade. Enquanto a impunidade persistir culturalmente no Brasil, tudo continuará como sempre foi.

Conclusão:  Mais de 1000 processos estão parados nos gabinetes dos senhores ministros da Suprema Corte que envolve corrupção de políticos e tráfico da pesada. Alguns com mais de 10 anos entre vai e vem do processo judicial.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO