Foto: Divulgação

Em cumprimento ao acordado em Ata de Reunião com o Ministério Público, Bombeiros, Conselho Tutelar e Vigilância Sanitária, foi executado no 11, do mês corrente, a Blitz em Bares, Lanchonetes, Restaurantes, Conveniências, Tabacarias e congêneres para intensificar a fiscalização na venda de bebidas alcoólicas e fumígenos, de forma a se conscientizar e coibir sobre a proibição de se vender, dar, entregar de algum modo tais produtos a menores de 18 anos.

A operação teve inicio as 19h30 no Quartel da Policia Militar (PM) de Chupinguaia, com a presença de cinco Bombeiros de Vilhena, três Conselheiros Tutelar, três funcionários da Vigilância Sanitária e sete policiais militares, lotados em Chupinguaia, Boa Esperança e Novo Plano, onde foi realizado uma breve preleção sobre a atuação de cada instituição envolvida e os locais definidos para a realizar a fiscalização.

As 20h00 foi realizado o deslocamento em comboio até o primeiro estabelecimento a ser fiscalizado, onde foi verificado pela Vigilância Sanitária, os alvará, uso de máscara e álcool em gel. O Corpo de Bombeiros realizou a vistoria no prédio e observou os alvará.

O Conselho Tutelar verificou se havia menores no local e colocou cartazes falando sobre a proibição de vender, fornecer ou entregar de algum modo bebida alcoólica e produtos derivados de fumo a menores de 18 anos.

A Policia Militar realizou a segurança da equipe e entregou a Recomendação do Ministério Público, preencheu um formulário com os dados do proprietário e do estabelecimento fiscalizado, informou o motivo da operação e as consequências do não cumprimento da recomendação.

Durante a operação foram fiscalizados nove estabelecimentos, sendo três deles interditado pelo Corpo de Bombeiros e oito notificados pela Vigilância Sanitária.

A operação transcorreu na normalidade, não sendo registrado nenhuma ocorrência por parte da Policia Militar e Conselho Tutelar, encerrando as 00h10.

Foto: Divulgação
sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO