Réus no dia da prisão/Foto: Extra de Rondônia

Foram a júri popular nesta sexta-feira, 24, Weliton da Verga Lencine, de 30 anos e Eduardo Modesto Joaquim, de 24, acusados de balear, com um tiro no pescoço, um jovem quando ele voltava da casa da namorada.

O fato aconteceu na madrugada do dia 05 de janeiro de 2019, no bairro Alto Alegre, em Vilhena.

Segundo o registro do caso, na noite do crime, a vítima, que hoje tem 22 anos, caminhava quando percebeu que estava sendo seguido por dois elementos em uma motocicleta de cor escura e que ao passaram por ela, efetuaram um disparo de arma de fogo que atingiu seu pescoço.

Ao perceber que havia sido baleado, o jovem retornou correndo para a casa da namorada em busca de socorro, sendo levado ao hospital e sobrevivendo ao atentando.

Como a vítima reconheceu Eduardo e Weliton, ambos foram presos na mesma madrugada e hoje foram julgados e condenados a 5 anos e 10 meses de prisão cada, pelo crime de tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe.

Como já estão presos há 2 anos e 7 meses no Centro de Ressocialização Cone Sul, condenados por outros crimes, os réus poderão recorrer da sentença, porém, no regime fechado.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO