Vereador Luiz Fritz (PSD) / Foto: Extra de Rondônia

O polêmico caso dos “rejeitos de asfalto” jogados na propriedade do prefeito Adailton Fúria (PSD) continua repercutindo no município de Cacoal.

Na sessão ordinária desta segunda-feira, 27, na Câmara de Cacoal, vários parlamentares comentaram o assunto na tribuna legislativa, como o vereador Paulo Henrique (PTB), autor da denúncia.

Contudo, as declarações não foram bem aceitas por alguns colegas do parlamento. É o caso do vereador Luiz Fritz (PSD) que, ao usar a tribuna da Casa, rebateu as afirmações de Paulo Henrique, que disse que “essa Casa de Leis deve andar de cara limpa e sem máscara de rejeito. Basta querer”.

Fritz exigiu respeito, disse que não é advogado, mas não se considera burro e sabe exatamente seu papel de vereador.

“O mínimo que exijo é respeito. Um colega chamar os outros de burros, isso é inadmissível. O colega denunciante disse que esta Casa de Leis vai passar vergonha ou somos todos burros. Não sou advogado, mas também não sou burro. E não é a primeira vez que o nobre colega insulta os colegas vereadores”, observou.

Fritz defendeu o prefeito e rebateu as denúncias do caso do “rejeito de asfalto”, garante que não há provas concretas e cutucou o ex-deputado federal Nilton Capixaba, que é amigo pessoal de Paulo Henrique.

“A denúncia tem que ser feita com responsabilidade. Eu quero perguntar ao denunciante: ouviu o arrendatário da referida chácara? Eu desafio qualquer um aqui que disse que viu essas provas. Sou justo e correto. Alguém aqui viu que teve máquinas do município nessa referida propriedade? Quem denuncia tem que provar. O colega levou o prefeito à fazenda do ex-deputado (federal) Nilton Capixaba, que de Santo não tem nada. E aí fica acusando os colegas parlamentares de não apoiá-lo?” analisa.

Sobre o veículo oficial na posse de Fúria no dia do evento chamado de “pancadão”, Fritz explicou que o cargo de prefeito é de 24 horas e repassou a responsabilidade ao próprio jovem que se acidentou na ocasião.

“O trabalho de prefeito e vereadores é de apenas 8 horas por dia ou 24? Prefeito tem autonomia de andar com o veículo 24 horas, pode ser sábado, domingo, feriado. Ou nós também somos vereadores só na hora das sessões? Esse cidadão que se acidentou no evento não sabia os riscos que estava correndo? Eu tenho 51 anos, minha vida toda andei de moto, mas nunca tive coragem de empinar uma moto. Há riscos e ninguém é inocente não. Esses embates são pessoais e a tribuna da Casa é para tratar assuntos do município”, encerrou.

 

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO