Reunião aconteceu na manhã de terça-feira / Foto: Divulgação

Dando sequência às tratativas da aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salário (PCC’S) dos servidores do município de Vilhena a diretoria do Sindsul se reuniu na manhã de terça-feira, 28, com representantes da administração municipal e o prefeito Eduardo “Japonês” para definir detalhes do documento que entra em vigor em 2022. 

De antemão, o investimento será de aproximadamente R$ 9 milhões por ano e atingirá todos os 2 mil e 100 servidores efetivos. Isso porque, a progressão salarial (no base), que antes era de 3% e de 4 em 4 anos, passará a ser de 5% e de 2 em 2 anos, com a aprovação do plano, prevista para acontecer ainda em 2021 e com efeito em 2022. 

O presidente do Sindsul, Wanderley Ricardo Campos, disse que nos próximos dias irá elucidar aos servidores os benefícios reais do que será aprovado. “O sindicato trará nos próximos dias os levantamentos que serão feitos. São vários cálculos, afinal, o plano irá contemplar todos os servidores e melhorar substancialmente a progressão”, disse Campos. 

O presidente sindical fez questão de mostrar que o grupo de Apoio de Serviços Diversos (ASD), aqueles que têm o salário mais defasado, são ponto chave na aprovação e briga pela inclusão da Gratificação Adicional por Escolaridade – o grupo de Apoio Técnico Administrativo (ASD) já possui esse benefício. 

No entanto, o sindicato ainda tem alguns outros pontos para discutir com a administração. “Nós ainda brigamos por algumas outras pautas. Iremos informando aos servidores tudo que for posto à mesa e discutido. Teremos uma nova reunião nos próximos dias e traremos mais detalhes sobre o que já foi acordado e o que há por vir. O bom é que agora temos a certeza de que o plano será aprovado”, declarou Wanderley. 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO